E como reza a tradição depois de um Inverno de Seca vem a Primavera das Chuvas, denominada pelos Pescadores como “A Época das Águas” e como tal, as águas rolam e tudo que acontece na política local rola aqui no Blogueando.

 

Prisão

Esse assunto deu o que falar!!! A prisão do empresário do ramo de Comunicação, Carlos Roberto Longo Espíndola – Caíto Espíndola deixou a cidade em polvorosa!!!. A sentença foi expedida no final do mês passado e a Polícia Militar o encontrou na Câmara Municipal, momentos antes de iniciar a Sessão Ordinária semanal.

 

Processo

A prisão veio com base num processo iniciado em 2007, quando num entrevero com uma ex-Namorada e portando uma arma, proferiu algumas ameaças. Ao final ele acabou sendo preso por Porte Ilegal de Arma e a ex cara metade entrou com uma queixa na justiça sobre o fato.

 

Ex

A ex-Namorada é parente de um Vereador e hoje trabalha tranquilamente na Prefeitura.

 

Filho

O empresário é filho de um Decano da Comunicação na cidade e região, que já foi proprietário de Rádio e atualmente atua com uma Revista Bimestral.

 

Pena

Pela ameaça a Justiça deu ao empresário a pena de dois anos e nove meses em Regime Semi Aberto e pelo Porte Ilegal de Armas mais nove meses, totalizando três anos e seis meses de pena.

 

Tentativas

Por mais de uma semana seguraram Caíto na Cadeia Pública de Caraguatatuba, na esperança de tentar mantê-lo na cidade e cumprir o Semi Aberto, mas este tipo de cumprimento de pena não existe em Caraguatatuba.

 

Tremembé

Mas as tentativas não deram certo e o empresário do Jornal Semanal mais antigo da cidade foi levado para Tremembé, onde teve as suas longas madeixas loiras cortadas e doadas para uma instituição de combate ao Câncer.

 

Condicional

Com base na sentença de 42 meses de Semi Aberto e na lei que concede Condicional com um sexto da pena cumprida, Caíto deverá estar de volta a cidade em 7 meses, ou seja, por volta de março de 2018.

 

Novidade

Segundo informação que nos chega uma nova sentença foi dada ao empresário da Comunicação local. Ao que parece uma agressão a animais ocorrida na Martim de Sá teria ocasionado outra ação e uma nova sentença. Maiores detalhes nos próximos Blogueando.

 

Acreditar

Para quem acreditava que a Justiça inexistia neste país, está aí a prova, pois o processo levou 10 anos para ser concluído. Igual ao ditado do caipira!!!

 

AQC

E o que ninguém imaginava aconteceu. A Chapa 1, liderada pela quiosqueira Margarida venceu as eleições da AQC – Associação dos Quiosques de Caraguatatuba. Entre os membros da categoria todos apostavam na vitória da Chapa 2, liderada por Adriano e apoiada pelo Alemão do Quiosque.

 

Chapa 2

Quem esteve presente no dia das eleições pode observar toda estrutura e movimentação da Chapa 2 em torno da vitória de Adriano, que acabou não ocorrendo. Equipe organizada, toda adesivada, advogado convocado e presente, Boca de Urna e atendimento personalizado aos eleitores.

 

Continuação

Nos próximos dias vocês terão uma entrevista exclusiva com a nova Presidente da AQC, que falará sobre suas intenções e planos frente a instituição.

 

Entrevista

Ao mesmo faremos uma entrevista com a nova Presidente da Contur – Conselho Municipal de Turismo, a hoteleira Sandra, para expor seus planos e ideias a respeito da nova função.

 

Enquete

E por falar em Contur e Turismo a Prefeitura lançou uma enquete e dentre os vários assuntos nela abordados está a pergunta se a Prefeitura deve realizar shows durante o Verão – Alta Temporada ou nos outros meses – Baixa Temporada.

 

Resposta

Na opinião do CONTRA & VERSO esta pergunta deve ser respondida pelos Turistas que nos visitam, pois este item faz parte do conhecimento do perfil daquele que nos visita e de um melhor trabalho sobre o Turismo na cidade.

 

Local

Com todo respeito ao morador local, principal contribuinte e Caiçara, se a pergunta está direcionada ao Turista é ele que deve votar. Somente no caso de saber como o Orçamento anual deve ser gasto é que o morador local deve ser perguntado. Pode parecer a mesma questão, mas não é!!!

 

Opinião 1

Se pensarmos que o Turista vem para cá no Verão por causa da praia e do calor, ter ou não ter show não mudaria nada o cenário.

 

Locais

Por outro lado, a falta de shows poderia incentivar as casas noturnas a contratar grupos locais para tocar diariamente, atraindo o Turista para o seu lazer noturno depois de muita praia e passeio pela cidade.

 

Opinião 2

Como ainda vivemos da sazonalidade no Turismo nada melhor do que trazer grandes shows nos feriados e meses de baixa, o que atrairia o Turista, principalmente os vizinhos e da região para consumir e gastar na cidade.

 

Datas

Shows na Semana Santa, Aniversário da Cidade, Corpus Christi, Abertura do Inverno, Padroeiro, Caraguá a Gosto, Festival do Camarão, Primavera, Encontro de Motos, Festival da Tainha, Maricultores, dentre outros, seriam opções para o dia ou final de semana relativo ao evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *