Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Últimas Notícias

Carnaval

Carnaval

Escrevo este texto durante a Quarta-Feira de Cinzas de 2006 e certamente, você estará lendo-o num período próximo a folia de 2007. Possivelmente o conteúdo deste texto não poderá ser utilizado no Carnaval de 2007, mas com certeza você poderá meditar sobre ele, pensando no Carnaval de 2008.

Mas qual seria a relação entre o Carnaval e a comunicação empresarial??? Simples, através de uma boa ação de Marketing e comunicação, você poderá fazer um institucional ou até merchandising de sua empresa, se o evento for bem dirigido e esquematizado.

Vamos tirar por base o “Bloco do Urso”, do radialista Ricardo Mazzei. Em 2006 ele levou 400 pessoas para a rua, mais a bateria e um carro de som e por simplórios R$ 25,00 quem adquiriu a camiseta teve direito ao desfile e a um baile, regado a cerveja e churrasco, em local fechado, com conforto, segurança e entre amigos. Quer receita melhor???

Muito bem, porque o Carnaval em Caraguá não pode fazer o mesmo??? O que impede das tradicionais escolas de samba, apagadas e sem motivação desde 1997 de fazerem o mesmo??? Antes de fechar este parágrafo é bom frisar que o Poder Público não pode ser o principal financiador da folia. A ele (Executivo), cabe apenas fazer a divulgação – tanto da festa como apoio as escolas e blocos – , colocar a iluminação, adereços, decoração, segurança, arquibancadas e alguns benefícios para as agremiações que não tem quadra ou local para ensaio e preparação de seus carros alegóricos.

A tarefa é simples e para ilustrar ainda mais podemos seguir o exemplo de Salvador, capital da Bahia. Lá os blocos divulgam seus trabalhos pela Internet, captam patrocínio de grandes empresas e vendem seus “Abadas” por meio de e-comerce. Podemos fazer o mesmo em Caraguatatuba??? Claro que sim….!!!

Não é difícil os presidentes de bloco e escolas de samba angariarem endereços de amigos e velhos simpatizantes, mandar cartas ou e-mails falando sobre o assunto, colocando páginas na Internet e vendendo fantasias e Abadas, com pagamento via boleto bancário ou depósito em conta corrente. Obviamente não espere sair no primeiro ano com milhares de simpatizantes. Este é um trabalho de médio e longo prazo que reverte em lucro após um certo tempo.

Quando este bloco ou escola tiver um número considerável ou até pequeno de participantes, é a hora de buscar patrocinadores, que servirão para despesas extras e o pagamento de instrumentos e de membros da bateria, além de outros custos.

Mas o que a sua empresa tem com isso??? Mais uma vez é bem simples, basta analisar a melhor proposta que terá o menor custo e investir nesta agremiação, que você poderá usar como Marketing Institucional ou de Responsabilidade Social, agregando valor a sua empresa, melhorando a imagem e o seu conceito perante seus clientes e fornecedores.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Criado por Invicta Code