Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Home / Textos Diversos / Cinema de Arte tem poucos apreciadores em Caraguatatuba

Cinema de Arte tem poucos apreciadores em Caraguatatuba

videoteca-lucio-braun-28-1

 

O Cinema de Arte tem poucos apreciadores em Caraguatatuba, segundo estatísticas fornecidas pela Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba. Este gênero cinematográfico tem perdido terreno para as Mega Produções da atualidade, também chamadas de Blockbusters.

A Fundacc mantém no espaço do MAAC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba, localizado na Praça Dr. Cândido Mota, uma sala denominada Videoteca Lúcio Braun, dotada de cadeiras confortáveis e ar condicionado e com capacidade para 50 lugares. Neste local, aos sábados e domingos, às 20 horas, com entrada franca, são exibidos filmes antigos de produções específicas e diferenciadas, denominados de “Cinema de Arte”.

Diferentes pela produção, enredo e riqueza de detalhes, este gênero cinematográfico tem perdido terreno para as superproduções hollywoodianas, que enchem as casas localizadas em pontos estratégicos e Shoppings. Outra diferença do Cinema de Arte é o público frequentador, de idade mais avançada do que os jovens que assistem os Blockbusters.

Uma prova disso são os dados fornecidos pela Assessoria de Imprensa da Fundacc. Com base em números totalitários, em seis meses, somando quatro sábados e quatro domingos, a capacidade da Videoteca seria de 400 pessoas/mês e 2.400 pessoas em seis meses. Infelizmente os números são outros.

Apenas 768 pessoas compareceram as sessões de cinema nos últimos seis meses, com média de 32% do total estimado, média de 128 pessoas/mês e 16 pessoas por cada sábado e domingo, respectivamente 32 e 33% de média.

Dentre o público presente, a menor plateia foi com Mr. Turner, registrando apenas 3 pessoas e A Catástrofe de Caraguatatuba, com 25 pessoas, médias respectivas de 6 e 50%, números muito pequenos tendo em vista a qualidade das produções apresentadas e o custo operacional que é o de apresentar Cinema de Arte numa Estância Balneária com população estimada em 115 mil habitantes. A intenção da entidade é a de proporcionar lazer para os moradores, turistas e veranistas, criando um programa aos finais de semana aos grupos e famílias.

Além da Videoteca Lúcio Braun a Fundacc proporciona também.

A entidade conta também com a parceria do Ponto MIS, Museu da Imagem e do Som de São Paulo, que oferece sessões de curtas e longas-metragens, também na Videoteca Lúcio Braun, as quintas ou sextas-feiras, além de oficinas audiovisuais gratuitas à população. O Cinema como um todo, seja Cinema de Arte como Blockbusters, devem ser privilegiados, não havendo um gênero com maior ou menor número de espectadores.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criado por Invicta Code