Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Últimas Notícias
Home / Textos para Jornais / Como conviver com vizinhos Veranistas???

Como conviver com vizinhos Veranistas???

Vizinho

Quando você vive numa comunidade é chamado de Morador Local. Aquele que vive ao seu lado é chamado de Vizinho, bem como aqueles que vivem na mesma rua, estando ou não mais próximos de sua casa. Num prédio de apartamentos ou o chamado “Condomínio Vertical Multifamiliar” valem as mesmas denominações.

E quando o vizinho não mora o ano todo ao seu lado, tem residência fixa em outra cidade e só aparece ao teu lado quando ocorrem férias de inverno, verão ou feriados prolongados. Neste caso é chamado de “Veranista”, pois a sua residência é denominada de “Casa de Veraneio”. Caso você esteja em dúvidas o chamado “Turista” é aquele que fica em hotel na cidade ou aluga residências fixas ou de veraneio para passar uma pequena temporada na cidade.

Bom, até aí já definimos o nome e a especificação do teu vizinho e não há nada de espetacular ter um vizinho veranista de cada lado da sua residência fixa. A questão é que na maior parte do ano as casas de veraneio ficam vazias e as pessoas de más intenções, leia-se Bandidos e Marginais, reparam nisso. Quais os problemas em ter vizinhos veranistas???

Normalmente e de uma maneira comedida os vizinhos vigiam a vida e o dia-a-dia de cada um que mora na sua rua. Sabedores da cor do seu carro e dos horários de saída e chegada, bem como a hora do almoço, quem são os amigos que te visitam com mais frequência, o horário que acorda e vai dormir e seu lazer nos finais de semana, os vizinhos fazem uma “rede oculta” de proteção e informações que garantem a segurança da rua e do bairro. Nesse ponto não há problemas e quando eles ocorrem são os vizinhos que chamam a polícia ou fornecem informações para investigações quando necessário.

Mas o gancho do texto são os vizinhos veranistas e não os vizinhos fixos. Quais são os problemas de ter vizinhos veranistas?

O principal problema diz respeito a Segurança, pois os marginais verificam ao passar constantemente que não há ninguém nas laterais de sua casa, possibilitando furtar a residência de veraneio ou ter tranquilidade em furtar ou até assaltar a sua casa.

Outro problema diz respeito a Saúde Pública, no caso mais especificamente a disseminação da Dengue. Isso ocorre com mais frequência quando não há limpeza periódica, a chamada “faxina”, feita por diaristas. Aliás você sabe que o seu vizinho virá para a casa dele quando a faxineira entra e limpa a casa. Ainda sobre a faxina, o ladrão reconhece uma casa abandonada quando verifica que a fachada se mantém suja.

Em resumo, para uma melhor e maior convivência entre vizinhos, principalmente quando eles são Veranistas é manter limpa a fachada das casas deles, telefonar informando quando observar focos de água parada, estar sempre alerta quanto a barulhos nos vizinhos e reforçar a sua segurança, com câmeras de monitoramento, alarmes, cerca elétrica, iluminação de emergência, etc…

A vida em comunidade é algo simples que não necessita de tantos detalhes, apenas convivência, respeito, paciência, equilíbrio e noções simplórias de bem viver, que nada custam e só engrandecem a sua vida.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Criado por Invicta Code