Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Home / Textos Turismo / O Sorvete

O Sorvete

Sorvete

É uma alegria incontida!!! Chegamos ao texto de número 30, sempre com assuntos diferenciados e algumas continuações. Isto mostra que a Comunicação Empresarial tem um leque imenso de variações que podem ser abordadas, discutidas, interpretadas e analisadas a fundo.

Desta vez vamos falar sobre o Sorvete. Sim!!! Aquele alimento gelado e gostoso que nos enche de alegria sempre após uma refeição ou quando o calor se assemelha a uma fornalha de siderúrgica e que geralmente é ponto de encontro e chamariz para um papo, uma paquera mais próxima. Tentaremos explicar como o Sorvete pode ser tornar uma fonte de Marketing, de lucros e de identificação com a cidade.

Certo e errado!!! O Sorvete não é apenas uma sobremesa, mas sim um alimento. Só para se ter uma idéia, uma Banana Split ou um Sundae tem de calorias o mesmo que um prato de arroz branco, feijão, bife e batata frita. O Sorvete é refrescante sim e uma tradição adotou este alimento como sobremesa, quando poderia ser a refeição principal. Quanto ao chamariz para uma paquera e ponto de encontro está correto. Pena que o brasileiro tome mais sorvete apenas no Verão ou a partir da Primavera, quando poderia ser degustado o ano inteiro.

Falaremos agora quanto ao Sorvete ser uma lucrativa ação de Marketing. Não podemos esquecer que Caraguatatuba é a capital do Sorvete Artesanal. Sim, é verdade, as velhas e tradicionais receitas da finada Severina e seu marido Sílvio Careca – este ex-prefeito na década de 60, rendem lucros a muitos e a satisfação de outros há décadas. Porque não usamos isto como uma ação de Marketing ligada ao Turismo que renderia divisas para a cidade???

Na década de 90, na gestão do ex-prefeito José Sidney Trombini houve uma ação pioneira, um Festival do Sorvete. Conturbada, desorganizada e cheia de boas intenções este evento teria tudo para dar certo, desde que houvesse incentivo, participação e continuação.

Pensemos num Festival do Sorvete nos moldes da Oktoberfest, onde você compra a taça de vidro, porcelana ou de alumínio, pagando o preço devido por cada uma. Com a taça na mão você poderá provar vários sabores de sorvete, variedades de Banana Split ou Sundae, observar concursos de quem toma Sorvete mais rápido ou quem consome mais Sorvete. Ainda poderia ter a escolha do melhor Sorvete de sabor mais comum e exótico, a mais bela taça decorada e por aí vai.

Este evento seria patrocinado por empresas que fornecem matéria-prima para a fabricação do Sorvete, fábricas de cobertura, fornecedores de castanha, chocolate e tudo que estiver relacionado com o Sorvete Artesanal. Ao Poder Público caberia fornecer o local, infraestrutura, divulgação e benefícios aos participantes. Como é uma ação de médio a longo prazo, num período de 6 a 8 anos o festival será um sucesso, atrairia turistas em outras épocas, traria lucros aos participantes e colocaria a cidade na lista dos grandes eventos nacionais, assim como Barretos, o Oktoberfest, o Carnaval de Salvador e outros.

Cabe a você empresário, empreendedor ou investidor, pensar no caso e em conjunto com uma boa equipe de Assessoria de Comunicação, colocar este plano em prática. Quem sabe isto acontece logo após ler este texto.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Criado por Invicta Code