Coletiva 100 Dias_Aguilar Jr. 4

O Prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior aproveitou o aniversário de 160 anos de Emancipação Político-Administrativa do município para conceder uma Entrevista Coletiva aos órgãos de imprensa da cidade e região. Preferindo falar mais de suas realizações e reservando pouco tempo para responder as perguntas, não houve tempo para questionamentos envolvendo os 100 primeiros dias de gestão.

Com 50 minutos de atraso e reservando menos de 40 minutos para responder as perguntas dos jornalistas presentes, sob a alegação de outro compromisso em sua agenda, o Prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar Júnior respondeu a apenas uma pergunta de cada veículo de comunicação presente ao encontro, que se deu na Videoteca Lúcio Braun, localizada no Museu Municipal na Praça Dr. Cândido Mota na última quinta-feira, 20 de abril.

A tradição de entrevistar Chefes do Executivo de todas as esferas após os 100 primeiros dias de gestão nasceu na administração do Presidente Americano Franklin Delano Roosevelt, entre 1933 e 1945, que viu neste período uma forma de mostrar e impulsionar os trabalhos iniciais de sua gestão. Esta estratégia foi importada pelos políticos brasileiros a partir de 1998 e usada como praxe a partir daí em todo o país.

O Blog CONTRA & VERSO tinha uma pauta de 9 itens para perguntar ao Chefe do Executivo local, destacando 5 como prioritárias. Regra básica do Jornalismo cabe ao profissional pesquisar os atos e decisões deste período para o devido questionamento e consequente manifestação do Agente Político. Nos bastidores da profissão sagra-se vitorioso o profissional que conseguir desenvolver 20% de sua pauta, variando do tempo da Coletiva de Imprensa e da quantidade de profissionais presentes.

A única pergunta formulada pelo CONTRA & VERSO versou sobre a indicação do Vereador Fernando Cuiú para sua liderança na Câmara. A redação do CONTRA & VERSO recebeu informações de que a indicação foi feita não por predileção do Chefe do Executivo, mas sim por solicitação de terceiros, leia-se apoiadores e pessoas próximas à campanha. Ao fazer a pergunta, esta redação foi interpelada pela Secretária de Comunicação de que não seria relacionado aos 100 dias de governo, sucedido pelo Prefeito, esboçando menção do tipo “não me incomodo”, respondeu que não houve pressão ou solicitação de terceiros e que não aceita este tipo de intromissão em sua administração para gerir seus atos.

As perguntas restantes da pauta foram novamente selecionadas e remetidas a Secretaria de Comunicação do município para posterior manifestação e versam sobre os seguintes fatos; Sobre a reforma no Gabinete, onde veiculou-se que haveria apenas a troca do piso e adequação das salas, como se explica a compra de novos móveis no valor de mais de R$ 78 mil de uma empresa de Cubatão???. Outra questão diz respeito a estrutura de poder no município, pois há informações de que dependendo da questão levantada pelo munícipe, o atendimento pode ser feito pelo atual Prefeito ou o seu pai, o ex-Prefeito José Pereira de Aguilar, que está impugnado pela Justiça e que também despacha na Prefeitura ou ainda um Agente Político atualmente sem função.

Outro questionamento está relacionado a compras de veículos em aberto pelo Executivo. No total são 3 Pregões Presenciais que envolvem carros Sedan, um veículo para o Meio Ambiente e uma Pick-Up, que poderiam ser feitas numa única compra, pois a tradição de mercado reza que compras em separado tornam-se mais caras para o Erário Público. Ainda no quesito Pregão Presencial, questiona-se a implantação de uma TV Corporativa e a locação de um Bicicletário Móvel, item esse que desapareceu da relação no Portal da Transparência.

A Comunicação oficial não respondeu aos nossos questionamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *