Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Últimas Notícias
Home / Coluna Política / Prefeitura quer criar mais cargos
Prefeitura Fachada 53

Prefeitura quer criar mais cargos

A Prefeitura de Caraguatatuba encaminhou a Câmara Municipal Projeto de Lei que aumenta o número de vagas no Quadro Permanente de Servidores Municipais. O total de vagas solicitadas é de 98 em 10 cargos numa primeira versão, que só poderão ser completados através de Concurso Público. A Prefeitura datou a mensagem em 22 de maio e pediu Urgência Especial para votação. O projeto foi votado e aprovado na sessão de ontem com uma emenda de autoria do próprio Executivo, reduzindo o número de cargos.

Alegando apenas o crescimento do município sem especificar em números a razão deste aumento em cada setor e cargo citado no projeto a Prefeitura aprovou no Legislativo o aumento no quadro permanente de Servidores Municipais. Os cargos pretendidos inicialmente para contratação por Concurso Público respectivamente são Assistente Social (17), Auxiliar de Serviços Gerais (30), Fonoaudiólogo (5), Psicólogo (10), Auxiliar de Topógrafo (2), Educador Social (10), Procurador Jurídico (5), Técnico de Segurança do Trabalho (3), Fiscal Municipal (6) e Motorista II (10).

Iniciando esta gestão em janeiro deste ano com a mensagem de que encontrou a Prefeitura com problemas operacionais e financeiros a nova administração entrou em contradição com a contratação de 256 pessoas em Cargos em Comissão, mais 22 na Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba. Estes índices poderiam aumentar se o Tribunal de Justiça não barrasse as contratações em comissão de alguns cargos considerados irregulares, além de estabelecer uma porcentagem de comissionamento para os cargos efetivos.

Impedida de contratar em comissão em alguns cargos e com a divulgação de Superávit financeiro no primeiro quadrimestre no valor de R$ 51,3 milhões o Executivo anuncia o aumento no quadro permanente sem divulgar qual seria o impacto financeiro na Folha de Pagamento dos Servidores e na contribuição do CaraguaPrev.

Ainda sobre a necessidade de contratação e falta de maiores explicações sobre o fato o Blog CONTRA & VERSO pesquisou como exemplo a função de Procurador Jurídico, descobrindo que na Prefeitura atualmente trabalham 13 profissionais, divididos em 2 na Procuradoria do Trabalho, 4 na Procuradoria Fiscal, 3 na Procuradoria Judicial, 2 na Procuradoria Administrativa, 1 na Secretaria da Habitação e 1 na Sepedi. De acordo com a Comunicação da Câmara Municipal a Prefeitura apresentou uma Emenda Modificativa, que foi aprovada, excluindo a função do Projeto de Lei.

No Portal da Transparência da Prefeitura os cargos citados no projeto tem variação salarial e não são informados no projeto o valor que será pago. Enquanto Assistente Social tem salário de R$ 2.730,04 o Auxiliar de Serviços Gerais tem vencimento que varia de R$ 946,65 a R$ 2.194,72 o mesmo acontecendo com o valor para Fonoaudiólogo, que vai de R$ 2.651,47 a R$ 2.896,53. O cargo de Psicólogo tem valor de R$ 3.857,83 e o Auxiliar de Topógrafo de R$ 1.066,11 a R$ 1.141,78, o mesmo que ocorre com a função de Educador Social, com salário que varia de R$ 1.249,11 a R$ 1.506,53. O vencimento para Procurador Jurídico aparece no Portal com valores de R$ 7.346,99 a R$ 7.796,75. Quem optar por Técnico em Segurança do Trabalho terá salário de 2.423,16, o Fiscal Municipal de R$ 2.651,47 a R$ 2.839,74 e o Motorista II de R$ 1.249,10 a R$ 1.598,74. Os números apresentados são para o vencimento bruto sem descontos ou acréscimo de gratificação ou vantagens por tempo de serviço.

A redação do CONTRA & VERSO fez uma análise primária do impacto financeiro dos salários destes novos cargos e chegou aos seguintes números: Os 98 novos cargos, se aprovados, representam mais de R$ 2.773 milhões de acréscimo aos Cofres Públicos, 13 salários vezes o número de cargos sobre o menor valor bruto sem gratificação ou vantagens por tempo de serviço, para um quadro de 4.855 Servidores Públicos Municipais distribuídos entre 3.605 Servidores Efetivos, 31 CLT Estável, 156 CLT, 256 Comissionados, 378 Estagiários, 127 Temporários e 22 entre Cedidos e Conselho Tutelar. Nestes números não estão incluídos os 94 cargos em Comissão de uma segunda lista, os 22 da Fundacc e os 98 do Projeto de Lei, dando um total de 5.069 Servidores Públicos Municipais. Estes números representam uma folha de pagamento estimada em cerca de R$ 14 milhões mensais, que com o Superávit anunciado, elevou os gastos para cerca de R$ 17.925 milhões mensais.

O CONTRA & VERSO solicitou informações a Secretaria de Comunicação da Prefeitura sobre qual seria o impacto financeiro nos Cofres da Fazenda Municipal, quais os números que explicam a necessidade de contratação dos 98 cargos propostos no Projeto de Lei e se haveriam demissões de Comissionados para compensar o aumento na folha de pagamento com os novos cargos. Até o fechamento deste texto não obtivemos resposta.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criado por Invicta Code