Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Últimas Notícias
Home / Coluna Política / Quem a oposição deve temer???

Quem a oposição deve temer???

Oposição x Situação 1

 

O BLOG CONTRA & VERSO sempre primou pela excelência, por uma pauta diferenciada e mais ainda, por levantar sempre a polêmica sadia, o questionamento tradicional de todo Jornalista e a produção própria de seus textos. A vida me ensinou que você deve trabalhar e lutar com aquilo que tem nas mãos, fazendo disso o melhor e essa é a razão de existir este maravilhoso veículo de comunicação, o meu filho mais novo!!! A História, a Experiência e o Conhecimento da política local fazem a diferença do CONTRA & VERSO dos demais colegas que lutam diariamente para sobreviver.

É com base nesta introdução que inicio dois textos necessários para o entendimento da atual situação política de Caraguatatuba. Foram necessárias entrevistas e mais entrevistas, notas e mais notas no Blogueando para compor os lados da moeda chamada “Voto de Outubro de 2016”. Neste primeiro texto vou narrar a preparação da situação e quem deles os opositores devem temer. Em outro texto será o inverso, ou seja, quem vai meter medo na situação.

A situação sempre carregou a força de ser situação. O termo envolve Poder extremo, uma Máquina Administrativa estruturada, interligações fortes, uma base sólida e uma vontade enorme de se manter no poder e no comando, no caso da cidade.

A história mostrou que estar na situação é motivo de menção, mas não é certeza de vitória, pois muitas vezes a situação perdeu o poder por diversos motivos, os quais não merecem citação para não fugir ao foco deste texto.

Nos últimos anos, ou melhor, nos últimos 16 anos a situação produziu bolor e teia de aranha nas engrenagens políticas pelo tempo e a oposição não produziu o mesmo volume em contrapartida. Aliás em Caraguá não existe uma oposição, existe um grupo de pessoas que pensam em se unir e depois discordam por banalidades, pela falta do bom senso e do consenso. Na verdade existe na cidade uma ‘resistência’, assim como aqueles bravos franceses que lutaram pela libertação de Paris na Segunda Guerra Mundial. Sendo assim, vamos aos fatos que levaram a criação deste texto.

Mesmo com o ciúme tradicional do Prefeito Antonio Carlos, que poda todo aquele que teima em subir e brilhar, nos últimos 16 anos surgiram nomes e pessoas que poderão dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo empreendedor Chefe do Executivo Caraguatatubense.

O empresário e amigo Wilney Cardoso, os Médicos Marcelo Ugatti e José Ernesto Servidei, o Vereador Neto Bota e os colaboradores Sérgio Braz, Gílson Mendes e Nivaldo Alves aparecem como sendo a opção de continuidade do Prefeito Antonio Carlos da Silva em manter o seu grupo no poder da cidade por mais quatro se não, oito anos. O tempo, a pesquisa e a situação alteraram esta composição. Wilney sequer foi acionado ou tentado a entrar na raia da disputa. Ugatti manteve-se como um reserva de elite, manifestando-se apenas se o seu nome for citado e do mesmo jeito mantendo-se quieto e em posição privilegiada em caso contrário. José Ernesto preferiu se adiantar e já está encaminhando candidatura, saindo do grupo “esperando benção” e tentando carreira solo e o Edil, que despontava como atração não passou de fogo de palha, enfiando os pés pelas mãos, cometendo erros e apresentando um trabalho medíocre a frente do Legislativo.

Entre os colaboradores do Prefeito a situação é mais delicada. As dicas, informações e conjecturas mostram que qualquer um poderá ter chance, mas no frigir dos ovos alguns nomes se distanciam, outros se aproximam e outros se alvoroçam, montando organizações estruturadas e organogramas delicados. Sérgio Braz ou Sérjão da Sesep despontava como a sensação do momento perdeu força pelo trabalho que os outros colaboradores tem feito, aparecendo como nome que deverá ter ajuda para se eleger à Vereança. Nivaldo Alves saiu a frente, organizando partido, fazendo eventos, movimentando os bastidores e preparando terreno visando receber a benção do Prefeito. Gílson Mendes aparece mais calmo, mas força das palavras o eleva a categoria mais alta e especial. Em suma a situação tem armas que vão brigar forte pela manutenção no poder.

Finalizando, seja Nivaldo Alves, seja Gílson Mendes ou a união de ambos, a oposição deve temer o mais politizado dos filhos do Seu Firmino, bem como a melhor herança de Irineu Mendes e Jair Nunes e apenas eles, que separados ou juntos, representam um grande perigo aos planos da oposição.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criado por Invicta Code