Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Últimas Notícias
Home / Coluna Política / Surge o primeiro atrito entre Câmara e Prefeitura
Brasão Caraguá_madeira 01

Surge o primeiro atrito entre Câmara e Prefeitura

E o que ninguém contava, mas que é normal no relacionamento político entre poderes aconteceu. Na Sessão Ordinária de 9 de abril a Tribuna dos Vereadores deu lugar não apenas aos elogios, mas a crítica de Vereadores governistas para com a atual gestão. Teve Vereador que deu prazo para a solução de alguns problemas.

As Sessões Ordinárias da Câmara Municipal de Caraguatatuba tem dado o que falar. Quando não ocorrem manifestações de protesto quanto a situação do município, são críticas a promessas políticas não cumpridas ou a ações de Vereadores no que tange a Requerimentos, Indicações ou Projetos de Lei.

Os Vereadores reúnem-se uma vez por semana – terças-feiras – para a Sessão Ordinária, que é dividida da seguinte maneira. O expediente, também chamado de pequeno expediente, quando são lidos, discutidos e votados os Requerimentos, Ofícios e informes de praxe, que tem duração de 90 minutos, das 19h30 às 21 horas. Em seguida vem a Tribuna dos Vereadores, com duração de 60 minutos onde o tempo é dividido pelo número de Vereadores inscritos para falar. Às 22 horas há o intervalo que em média dura 15 minutos e nesse período são lidas as Indicações, que são encaminhadas ao Prefeito juntamente com os Requerimentos aprovados. Das 22h15 até às 24 horas ou enquanto houver assuntos para discussão, são debatidos os Projetos de Lei. Os períodos e intervalos podem ser remanejados dependendo da vontade dos Vereadores ou se não houver assuntos respectivos para discussão.

E foi na Tribuna dos Vereadores que houve o registro do primeiro atrito político entre Legislativo e Executivo. Quem deu início foi o Vereador Dennis Guerra, que teria acusado o Secretário de Esportes e Lazer, Wenceslau Souza Neto – Lelau de estar fazendo mais política e menos trabalho em prol da pasta. Segundo o Secretário de Esportes o Vereador não teria citado o nome dele diretamente, mas sim de forma generalizada, pois a Secretaria conta com mais de 400 funcionários. Ao mesmo tempo Lelau informa que na Tribuna da semana seguinte o Vereador se redimiu das palavras proferidas, desculpando-se. Procurado o Vereador não retornou as ligações da redação do CONTRA & VERSO.

Em seguida foi o Vereador De Paula, que deseja ver a Prefeitura fazendo algo até o mês de junho. Indagado pelo CONTRA & VERSO o Vereador respondeu que até o final deste semestre quer ver os erros e os acertos da atual gestão para fazer uma autoanálise da situação para o Prefeito buscar um melhor desempenho de sua equipe, o que ele garante, “hoje não está em 100%”.

De Paula diz que a Limpeza Pública está pesando na balança dos trabalhos e caso não haja melhoras, irá cobrar e expor os erros e a situação da Prefeitura, usando de todos os meios para solucionar, seja via Secretaria, Prefeitura ou a própria Câmara Municipal. O Vereador salientou que a Limpeza Pública na cidade tem uma certa burocracia que irá se resolver quando tudo se adequar, pois tem dificuldades que não podem se prolongar.

A Limpeza Pública tem sido o principal entrave, dentre outros, da atual gestão. São várias as reclamações quanto a manutenção de vias públicas e praças, corte de mato, podas de árvores, dentre outros. Estas reclamações tem repercutido bastante nas Redes Sociais.

Não se sabe se foi coincidência ou ação política, o Vereador De Paula apareceu nas Redes Sociais agradecendo o Prefeito por benfeitorias solicitadas por ele.

E por último foi a vez do Vereador Carlinhos da Farmácia, que criticou um funcionário da Secretaria Municipal de Saúde que o teria maltratado. Segundo o Vereador o funcionário de nome Edvaldo não o recebeu na Secretaria quando o Vereador lá esteve, mandando-o esperar fora da sala, destratando-o. Ouvido o Vereador disse que existe uma sintonia entre a Prefeitura e a Câmara e que assuntos como esse o Vereador discute diretamente com o Prefeito Municipal. Procurado o Secretário Municipal de Saúde, Amauri Toledo solicitou que a manifestação fosse feita via Secretaria de Comunicação que não respondeu até o fechamento deste texto.

Sobre Pedro Monte-Mór

Pedro Monte-Mór tem 54 anos, é Jornalista Profissional, formado pela Universidade de Taubaté em 1986 e Pós-Graduado pela mesma Universidade em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing em 2005. Carioca de nascença mora em Caraguatatuba há 44 anos e incorporou-se ao modo de vida paulista. O início da sua vida profissional se dá na década de 80, quando fez Free Lance para a Rádio Oceânica – AM 670 e Jornal Expressão Caiçara. No período universitário trabalhou de 1984 a 1986 na GAZETA DE TAUBATÉ, sob o comando do Jornalista Djalma Castro e como Correspondente em Taubaté do extinto JORNAL DO VALE, de São José dos Campos no ano de 1986. Trabalhou para o SEBRAE Litoral Norte – Regional São José dos Campos, Prefeitura Municipal de Caraguatatuba de 1989 a 1992, além de diversas outras entidades de classe, Como ACE (Jornal do Comércio) e AEAA-C (Jornal dos Engenheiros), sempre na direção Editorial. Prestou Assessoria de Imprensa para a Praiamar Transportes. Fundou os jornais O NOROESTE e NOROESTE NEWS em Caraguatatuba, respectivamente de 1997 a 1998 e de 1998 a 1999. Foi Correspondente do JORNAL IMPRENSA LIVRE, de São Sebastião, o único diário do Litoral Norte do Estado de São Paulo, de 1992 a 1996 e de 1999 a 2001. Trabalhou como Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Caraguatatuba de 2001 a 2012, exercendo também as funções de Relações Públicas, Cerimonialista e Mestre de Cerimônias. Exerceu função na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Sebastião de Agosto de 2013 a Julho de 2014 e escreveu para o Jornal InfoImóveis de Dezembro de 2013 a Fevereiro de 2014. Ministrou aulas na UNIP em São José dos Campos (Marketing Político) e no Módulo – Comunicação (Fotografia e Teoria da Comunicação). Atualmente ministra aulas no IBRAP (Instituto Brasileiro de Administração Pública), nos cursos de Ouvidoria, Assessoria de Comunicação, Estruturação de Assessoria de Comunicação e Media Training.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criado por Invicta Code