O Ativista Cultural Tarcísio Matheus Rodrigues Alencastro foi preso na manhã do último Sábado – 24 de Julho – no Hipermercado Carrefour de São Vicente devido a um Inquérito sobre Extorsão a qual é acusado em Caraguatatuba. A prisão é temporária e pode ser estendida, visto que nunca era encontrado para cumprir uma Intimação em seu nome.

Tarcísio Matheus é acusado de Extorsão pelo Prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior e o Secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Marcel Giorgetti com base em declarações formuladas pelo Ativista Cultural em uma de suas Lives pelas Redes Sociais relacionado ao homicídio do empresário Joasir Perón.

Durante a Live, Tarcísio Matheus exibiu um áudio onde uma pessoa não identificada alega que o empresário foi morto por ordem do Prefeito de Caraguatatuba e que Marcelo teria intermediado a contratação do matador. Com base nisso Prefeito e Giorgetti foram à Delegacia de Polícia e elaboraram um Boletim de Ocorrência, apresentando provas e gravações, acusando Matheus de Extorsão. Na ocasião o Ativista Cultural negou as acusações, respondendo que o Boletim era uma represália política às denúncias feitas por ele contra a má gestão do Chefe do Executivo local.

A prisão foi confirmada pela Delegacia de Polícia Civil de São Vicente, mais precisamente o 1º DP e a princípio ele ficaria naquela cidade do Litoral Sul do estado até Segunda-Feira, quando seria transferido para Caraguatatuba, mas uma mudança repentina fez com que fosse transferido na tarde de Sábado, chegando em Caraguatatuba a noite.

O Blog Contra & Verso recebeu informações de que o Advogado do Ativista, de nome Milton, já teria elaborado um Habeas Corpus, porém o documento só será analisado pelo Juiz Criminal do Fórum local, Júlio Branchini no período da tarde de Segunda-Feira, dia em que o Fórum reabre. Não se pode afirmar com certeza que o Magistrado aceitará o Habeas Corpus, pois o motivo do Mandado de Prisão Temporária pelo período de 30 dias está relacionado com o fato de Tarcísio não ter endereço fixo e nunca ser encontrado pelos Oficiais de Justiça para responder a Intimação sobre a acusação de Extorsão.

O Mandado de Prisão Temporária pelo período de 30 dias teve o deferimento do Ministério Público e o pedido da autoridade policial para Busca e Apreensão do local onde for encontrado, o que foi aceito parcialmente pelo Juiz Criminal de Caraguatatuba, para execução em momento posterior.

Durante as suas Lives, Matheus alegava não ter um local fixo, um ponto de parada, por temer ser morto, devido as denúncias que faz diariamente contra a atual gestão municipal.

A prisão foi efetuada pela Polícia Civil de São Vicente, durante trânsito de Tarcísio de Santos a São Vicente, dirigindo-se ao Carrefour daquela cidade, para orçar produtos da Cesta Básica que seriam doados a famílias com necessidades durante a Pandemia no Litoral Norte. Provavelmente um policial de Caraguatatuba viu a Live, identificou o seu paradeiro e acionou seus colegas no Litoral Sul. Ao chegar no Carrefour os policiais já se encontravam no local e o detiveram.

A série de Lives com acusações sem checagem ultrapassou as fronteiras de Caraguatatuba, com a menção de áudios retratando pormenores da vida íntima e particular do Prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, que recentemente separou-se de sua esposa, Michele Veneziani. Devido a isso o Chefe do Executivo Sebastianense conseguiu no final de Junho, junto ao Juiz Guilherme Kirschner que o Ativista fosse proibido de mencionar o fato, bem como retirar das Redes Sociais o que já teria divulgado, sob pena diária de R$ 1.000,00.

No início da noite de Sábado, um áudio circulou pelas Redes Sociais, de autoria da mãe do Ativista, dando um resumo do caso e informando que o acusado estaria assistido, porém o Juiz Criminal só daria qualquer parecer na Segunda-Feira no período da tarde. Ao final a pessoa pede que orações sejam feitas pela libertação de Tarcísio. O Habeas Corpus é o instrumento jurídico que libera um acusado ou detido para apuração ou julgamento em liberdade e os requisitos básicos para liberação são endereço e emprego fixo.

Tarcísio Matheus obteve fama rarefeita por exibir programas sem qualquer padrão jornalístico, onde denúncias eram feitas sem a devida checagem e muito menos ouvindo o lado dos envolvidos para se apurar o fato. A falta de tato, sem qualquer padrão jornalístico e visando uma ostentação e promoção obsessivas se mostrou recentemente, quando ao participar de uma Audiência On Line sobre o caso de maus tratos para com a sua mãe, simplesmente transmitiu a Audiência ao vivo, sendo descoberto pelo Juiz Criminal e advertido imediatamente pelo ato sem autorização.

No fechamento deste texto, na noite de ontem, despacho do Juiz Gilberto Alaby Soubihe Filho manteve a Prisão Preventiva de Tarcísio Matheus. O despacho não fala no pedido de Habeas Corpus, mas presume-se que o advogado do Ativista tenha tentado libertá-lo através deste instrumento jurídico.

 

Foto: Cláudio Gomes

4 Comments

  1. You Mourad

    Com todo respeito sr. Pedro Monte mor
    O sr. Também não xecou nada pelo visto pois a matéria contém muitas inverdades tendenciosas e unilateral .
    Não houve habeas-corpus e ele será libertado sim !
    Consulte antes de falar bobagens

    • Obrigado por opinar e acompanhar o Contra & Verso pois isto é muito importante para nós. Quanto a sua afirmação, discordo, pois os dados apresentados foram checados. Continue conosco!!!!

  2. Wanderley

    Tudo obscuro e estranho, apuração precisa ir a fundo em tudo, tanto na suspeita de extorsão como nas suspeitas de outros crimes de ambos os lados.

    • Obrigado por acompanhar e opinar o Contra & Verso, pois isso é muito importante para nós. Quanto a estranheza do fato, o único ponto duvidoso foi explicado pelo Delegado Titular de Polícia Civil, Wanderlei Pagliarini. Continue conosco!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *