*Por Beá Moreira

 

Hoje é tudo!

Amanhã, mudo!

Senão, amanhã mudo…

Então, quando mudo,

Mudo o Mundo,

Mudo o medo, mudo a cor!

Mudo o segredo, a verdade

Mudo o receio e a dor!

Mudo a forma,

Mudo a fama, mudo o aroma,

Mudo olhar, corpo e sabor!

Mudo o futuro, o presente,

Mudo a mistura, o calor

Mudo, no peito a saudade,

Mudo no vento, a vontade!

Voa no ar a verdade,

Vaga, vadio, o amor!

Vigora, volátil, vibrante,

Se entrega

Tal qual amante,

Que num átimo, num instante,

Se abandona e se oferece,

Então, essa força cresce!

Aumenta, explode, arrefece

E então, o dia amanhece

E tudo que havia mudado

Repousa, agora, ao meu lado!

 

* Beá Moreira é Cientista Social, e comenta sobre o cotidiano e suas nuances, de forma descontraída e despretensiosa, buscando fazer do leitor de qualquer idade, um companheiro de bate papo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *