A PUBLICIDADE

Publicidade

Um dos tópicos da Comunicação Empresarial, não poderia deixar de ser, é a Publicidade e a Propaganda. É através destes mecanismos que você irá fazer a sua Comunicação Empresarial – aquela dirigida ao grande público, de maneira mais fácil e rápida, dirigida diretamente ao seu público-alvo, seu segmento de mercado, por um custo infinitamente menor e com um retorno certo.

Antes de falarmos de Publicidade e Propaganda, devemos elucidar algumas dúvidas a respeito deste tópico da comunicação.

Antes é melhor explicar de forma simplória o poder da Publicidade. Rockfeller disse certa vez que se lhe restasse apenas US$ 1,00 na vida, investiria em propaganda. A publicidade é a maneira mais fácil e rápida de chegar ao seu cliente. Imagine você com uma promoção de Bacalhau ou de calças jeans, o que é mais fácil; gritar na porta da loja o preço da promoção ou colocar num jornal, rádio ou TV??? Certamente investir em Mídia lhe fará chegar mais rápido e perto do seu segmento de mercado.

Em Caraguatatuba o Mercado de Mídia é extenso e muitas vezes formado por veículos despreparados para lhe dar resultados. É comum alguns veículos venderem espaços generosos a preço de uma Cesta Básica apenas para tirar a concorrência de uma negociação. Nada contra, pois cada um dá o respeito devido ao seu veículo, mas será que para o comerciante esta “oferta” dará o resultado necessário???

É bom que o comerciante, industrial, prestador de serviço, empresário ou empreendedor fique ciente de que ele deve

investir o dinheiro de publicidade de sua empresa num veículo que esteja direcionado para o público-alvo. De nada adianta investir numa Mídia que não chegue no bairro do seu segmento de mercado ou que seja repudiada por ele, devido ao seu conteúdo editorial.

O empresário deve, cada vez que receber a visita de um contato de publicidade, perguntar “qual o custo por mil”, ou então, dividir o valor da publicidade pela tiragem, que é a quantidade de jornais impressos. No caso das rádios e da

TV, perguntar qual o número aproximado de ouvintes. Lembre-se, você não está “ajudando” ninguém, você está investindo o seu dinheiro num veículo que lhe dará retorno.

Pergunte onde é feita a distribuição ou quais bairros a transmissão atinge. Pergunte também se há “pesquisa de mercado” da Mídia, para que você saiba quem ela atinge e se o seu público-alvo está incluída nela. Quanto ao preço, negocie sempre, mas saiba que em Comunicação não se dá desconto em dinheiro na publicidade, mas sim em inserções, ou seja, quantas vezes a mais do que o contratado sua publicidade será publicada.

Em resumo o que estou tentando explicar é o seguinte: Se o seu público-alvo é de mulheres que não praticam esportes, você não irá investir sua publicidade no caderno de esportes. Outro exemplo é ter um público-alvo de intelectuais eruditos e investir sua propaganda nas páginas policiais. Imagine um amante da Ópera que é seu consumidor. Ele nunca irá assistir um programa de Pagode para ouvir a sua publicidade ou um pacifista, que não irá jamais ver na televisão a sua publicidade  num filme policial.

Sendo assim volto a velha receita; Estude e conheça o seu segmento de mercado e invista na Mídia que mais lhe agradar. Recomendo que isto seja feito através de pesquisa, pois a certeza chega aos 99% e com estes

dados na mão, você saberá como investir e onde investir para um retorno garantido.