A Vida Corrompe o Homem

Homem Corrompido

Este texto não se destina a uma volta ao passado, mas apenas recordar o quanto era boa a vida naquela época e como ela ficou doida nos últimos tempos. Parece até que a modernidade não foi frutífera para o homem.

Bons eram os tempos em que o homem plantava o que precisava e trocava o seu excedente, tinha uma carroça ou um Ford 29 e ouvia música, rádio novela e um pouco de notícia pelo Rádio. O morador da cidade acordava junto com a família, pegava o seu bonde, ia para o trabalho e seu divertimento era assistir ao futebol no final de semana ou um passeio pelo parque aos sábados e domingos com toda a família ou a espreita do footing, quando o assunto era paquerar alguma donzela.

A vida era mais tranqüila, a violência era no máximo a dos batedores de carteira, não haviam drogas e o Carnaval não era o mercado de celebridades que existe hoje.

Bastou o desenvolvimento se associar a tecnologia e deles aparecer o consumo que tudo mudou: O ser humano tornou-se consumista, corrupto, materialista, egoísta, colocou em risco a família e a educação dos seus filhos.

Depois disso tudo eu pergunto; valeu a pena evoluir e se desenvolver???