*Por Beá Moreira

 

Entre ondas e ventos cortantes

eu me lancei ao mar

sem bússola, mapa, ou sextante,

o meu guia era te amar!

Atravessei oceanos,

continentes a vagar

passei dias, meses, anos!

Pelo mundo, a te buscar!

E o tempo, em alvoroço,

tentando me desviar!

Em vão!

Leviano e insosso,

querendo me atrapalhar!

Eu lutando, buscava a tona.

Lutava por respirar!

Nadava na correnteza!

Nos portos, a te indagar!

Naveguei por mil lugares!

Terras, Ilhas, outros mares!

Sempre esperando te achar!

Nadava contra a maré

e rezava (tenho fé),

prá Deus te ancorar, enfim!

Nossa vida, tsunami!

Você, maremoto em mim!

 

* Beá Moreira é Cientista Social, e comenta sobre o cotidiano e suas nuances, de forma descontraída e despretensiosa, buscando fazer do leitor de qualquer idade, um companheiro de bate papo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *