BLOGUEANDO 09 – MAR – 2015

Bloguear 1

Visita

O Prefeito Antonio Carlos esteve esta manhã na Rádio Caraguá FM para falar sobre alguns problemas no município, entre eles Dengue e Salários dos Servidores, mas sobrou tempo para falar da Dilma, do gerenciamento da Iluminação Pública e de justiça.

Certinho

E em determinado momento o prefeito fez a seguinte citação: “O Direito não é uma ciência exata”. Bingo!!!!!!! Na mosca é isso mesmo. O Direito, bem como a Comunicação, Sociologia, Psicologia e outros, fazem parte das Ciências Humanas.

A nota anterior tem uma razão para ter sido feita. Quando o prefeito inventou a “Renúncia Pré-Datada”, ele citou esta pérola. “A justiça não enxerga uma ação de boa fé”. Como Ciência Humana, não há como dosar e analisar uma ação de boa fé, pois isso é algo que não se tem quantidade ou qualidade para analisar, além de ser interpretativo.

Dengue

Quanto a questão da Dengue a Prefeitura está nos últimos detalhes para alavancar o seu plano de Emergência e Calamidade Pública, faltando apenas definir alguns detalhes, como qual repelente será entregue aos alunos da Rede Pública Municipal e Estadual de Ensino. Infelizmente o alcaide não citou os alunos de Nível Superior.

Iluminação

Outro ponto que merece uma análise diz respeito ao gerenciamento da iluminação pública pela Prefeitura. A cobrança, alta na maioria das ruas da cidade, vem angariando fundos para o suporte do novo projeto e críticas, tanto pela cobrança em ruas que não tem iluminação, como pelas lâmpadas queimadas que não são trocadas. Há contribuintes que se declararam “roubados e assaltados pela Prefeitura”.

Gerenciamento

A análise se faz presente pelo seguinte: Se o Governo Federal havia dado um prazo para a Prefeitura administrar e gerenciar o serviço na cidade, se aprovou na Câmara a lei com valores altos e até exorbitantes para alguns, a empresa que fará o serviço de forma terceirizada já não deveria ter sido contratada???

Morte

E o país perdeu recentemente o Zé Rico, da dupla Milionário e Zé Rico. Sertanejo da música raiz, da tradicional e verdadeira música caipira, com direito a viola e tudo mais. É uma pena que mais um pioneiro vá para o encontro do criador.

Falecimento

E na noite de domingo, quem faleceu foi Inezita Barroso. Ganhadora de prêmios, defensora de música de viola, da canção caipira tradicional e verdadeira, tinha programa na TV Cultura e não admitia novidades tecnológicas nas bandas e músicos que fossem se apresentar.

Verdadeiro

Quem andou lendo os textos deste blog vai lembrar quando cito que tanto as mulheres perderam terreno exibindo mais o corpo do que o cérebro e que a música sertaneja mudou sua concepção incluiu na produção teclados, guitarras, sintetizadores, luzes e efeitos de laser. Os astros que faleceram defendiam o contrário, a raiz da música caipira.

Problema

Hoje pela manhã um fato me chamou a atenção. Na fila da farmácia um pai segurava seu filho, pequeno, bem pequeno, no colo e como o tempo estava abafado, achou que poderia deixar o bebê recebendo vento de um enorme ventilador em suas costas. Não me contive e pedi um aparte para uma opinião, opinando que deveria tirar a criança dali pois seu pulmão, ainda pequeno e fraco não agüentaria tanto vento e algum problema poderia resultar.

Desconhecimento

O pai, em completo e total desconhecimento do problema, agradeceu. Senti-me emocionado e não consegui compreender como um pai tem um filho e desconhece o que pode ou que não pode fazer com ele.

Desmerecer

Recebi críticas de algumas pessoas sobre a citação feita ao tal “Ouvinte Repórter”. Esmiuçando e colocando em miúdos o assunto disse que a praxe manda que o ouvinte passe a informação para a redação, que imediatamente envia um jornalista para o local, afim de cobrir o ocorrido, mas nunca colocar o ouvinte no ar ou usar apenas a informação do ouvinte como única para o caso. Repito que apenas o jornalista ou radialista sabe como informar, da maneira e do jeito que mandam os padrões. Está explicado!!!