Mantendo a linha do Caiçara, nada mais justo do que chamar de senhor o nativo e verdadeiro dono destas terras.

 

Brigando

E o Blogueiro José Luiz das Neves continua com a sua saga de retirar o Vereador Chininha do cargo que ocupa, para dar lugar ao suplente Walmir da Colônia. Periodicamente são documentos, petições, pedidos e ultimatos para que a Mesa Diretora da Câmara deixe vaga a cadeira de Chininha.

 

Don Quixote

Com o devido respeito vejo o trabalho de José Luiz como a saga de Don Quixote, que lutou contra os Moinhos pelo amor de Dulcinéia. Bonito, Romântico e porque não dizer, trágico.

 

Explicação

Eu explico. José Luiz está dando murro em ponta de faca, pois nesta questão do Vereador Chininha não há o famoso “Bom Senso”, ou seja, falta da parte da Câmara o respeito pelas leis e a concordância de que Chininha está irregular no cargo o que ocasiona diversos documentos e as respectivas e consequentes negativas por parte do Legislativo.

 

Fica

Neste caso, não podemos esquecer de mencionar, que há entendimento jurídico de que Chininha não pode perder a vaga, pois o julgamento veio após a sua inscrição para a eleição, a eleição em si, a diplomação e a posse.

 

2020

O que pode acontecer é que em 2020, quando for se inscrever pedindo a reeleição, ter a sua ficha cancelada e impedida pela Justiça Eleitoral, mas isso apenas em 2020. Até lá o entendimento jurídico diz que ele fica com a cadeira.

 

Mais

Na sequência destes documentos sobre o Vereador, José Luiz enveredou sobre as gratificações dadas aos Servidores Efetivos e Comissionados do Legislativo, criticando e apontando erros através de petições endereçadas a Presidência da Câmara.

 

Quieto

E por falar em Câmara, que detêm 50% do poder político familiar na cidade, não se fala mais no Concurso Público, pois diversos funcionários já pediram, estão pedindo e irão pedir aposentadoria nos próximos meses e em 2018, deixando a Casa de Leis desfalcada de Servidores.

 

Calado

Ao mesmo tempo não fala mais sobre o novo prédio da Câmara Municipal, que necessita há muito, de novas instalações. O assunto que já era pouco comentado na gestão anterior agora ganhou ares de “Silêncio de Rádio” e nem mencionado mais foi!!!

 

Perigo

Por um lado é até bom não se falar mais no novo prédio da Câmara, pois pelo que observamos quanto as compras, pagamentos e alguns contratos, imagine como seria para construir uma nova Casa de Leis, ou melhor, qual o preço final que ficaria a obra!!!

 

Entidade

E ainda tem certas entidades na cidade, entidades de respeito e de longa tradição no município que convidam certas pessoas para falar sobre o seu trabalho. Juro que não consigo entender e esboçar qualquer sentimento sobre isso!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *