A Câmara Municipal de Caraguatatuba aprovou a criação de uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito – para apurar a acusação de abandono de animal pelo Vereador Dennis Guerra. De autoria do Vereador Tato Aguilar a CPI é vista no meio político como uma forma de tentar abafar as conquistas do Quinteto de Ouro na Casa de Leis.

Segundo o ofício assinado pelo autor, o Vereador Tato Aguilar, a solicitação da criação desta CPI vem com base em relatos nas Redes Sociais e no relatório de uma Agente de Saúde que constatou o abandono de um cachorro em residência situada na Rua Prudêncio de Baeta, 280 no Pontal Santa Marina, na zona sul da cidade, onde estaria envolvido o Vereador Dennis Guerra.

A solicitação é assinada, além do Vereador Tato Aguilar, pelos Vereadores Vilma Teixeira, Salete Paes, De Paula e Agnaldo Butiá, baseando-se no artigo 73 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Caraguatatuba. Com a aprovação, a CPI, que ainda não tem Portaria assinada, terá prazo inicial de 180 dias, podendo ser prorrogado por igual período, necessitando de aprovação Legislativa. Por sorteio a composição da CPI ficou definida da seguinte maneira: Fernando Cuiú é o Presidente, Onofre Ceará é o Relator e Celso Pereira é o membro.

Assim como a CPI do Áudio a CPI do Cão abandonado, como está sendo chamada no meio político, é vista como uma forma de tirar o foco do eleitorado da decisão do Fórum local e da 4ª Câmara do Direito Público sobre a tumultuada Sessão Ordinária de 1º de Outubro que aprovou o Empréstimo de R$ 152 Milhões solicitada pela Prefeitura Municipal.

Segundo o Vereador citado na CPI, Dennis Guerra, o cachorro em questão é de sua propriedade, sendo que o da foto é uma Fake News tirada da internet e manipulada por pessoas ligada ao gabinete do vereador Autor, que mostra-se desesperado e fazendo o que vem a cabeça, para tentar tirar o foco da crise política local, que toda cidade sabe como está. O Vereador enfatiza ser o autor de várias leis sobre a causa animal no município que tornaram-se exemplo em várias cidades. Guerra afirma que não irá parar de trabalhar pela causa animal e muito menos de ser o fiscal eleito pelo povo, fiscalizando o Prefeito que é irmão do autor de pedido da CPI, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *