A Justiça em Caraguatatuba suspendeu a Casa de Repouso Jardim do Éden devido a morte de três idosos pelo Covid-19. Localizada na zona sul da cidade, mais precisamente no Barranco Alto, a instituição aguarda nova vistoria da Vigilância Sanitária, segundo publicou o Radar Litoral.

A decisão veio através do Juiz da 2ª Vara no Fórum local, Ayrton Vidolin Marques Júnior, que expediu Liminar com base em pedido do Ministério Público, que em seus relatos abordou o descumprimento das normas sanitárias no local para o combate ao Covid-19. Com a Liminar a instituição fica proibida de receber novos idosos, bem os lá internos deverão ser recolhidos por seus familiares, sendo que esta recusa torna-se um grande risco ao paciente e uma séria violação do Direito de Cuidado.

Nos despachos da Justiça foram apontadas algumas irregularidades técnicas quanto a móveis, manuseio de Máscara, manipulação de alimento por uma Cuidadora.

Quanto aos Óbitos a direção da casa relatou para o veículo o primeiro idoso apresentava problemas no Marca-Passo e que seu teste para o Corona Vírus deu negativo. O segundo óbito o paciente apresentou Síndrome Gripal, sendo diagnosticado posteriormente com Corona. Já o terceiro idoso foi levado para a UPA – Unidade de Pronto Atendimento – com Infecção Urinária e sem sintomas do Covid-19.

A Prefeitura se manifestou quanto ao assunto alegando estar acompanhando o caso do Jardim do Éden, classificado como Instituição de Longa Permanência para Idosos – ILPI – tendo autuado o estabelecimento em 26 de Junho, com encaminhamento posterior ao Ministério Público. Relatos da Vigilância Sanitária dão conta de que os protocolos da Pandemia não estavam sendo seguidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *