Casamento e Política é tudo igual

Uma das leis da Política é a de manter consigo seus amigos e trazer para si seus adversários. Na verdade, dentre tantas regras a Política é a arte do relacionamento, ou seja, é igual a um Casamento, onde estão envolvidos o Bom Senso, o Consenso, a manutenção do Relacionamento, a vivência dos bons e maus momentos, dentre outros. Se por um lado você tem a esposa, na Política seus companheiros e correligionários atuam da mesma forma.

Comecemos da seguinte maneira: Você é casado, tem esposa e filhos. No dia-a-dia você precisa mediar e negociar com os problemas que ocorrem com a esposa, com os filhos, com a casa. Às vezes é preciso “perder” ou “deixar” a parceira vencer para que o equilíbrio da vida em comum se mantenha e nisso está incluído o lazer, um projeto de vida, o orçamento familiar.

Na Política não é diferente. Negociar projetos ou melhorias com os diversos grupos que compõem os Contribuintes, com os Vereadores, deixar de realizar um determinado projeto devido ao Orçamento Municipal, executar medidas penosas por força de lei, usar o bom senso para manter os grupos de apoiadores e tentar convencer, às vezes, os grupos opositores sobre o porquê de tomar algumas iniciativas.

O ponto que versa sobre correligionários e contrários merece um capítulo à parte. Na hora do aperto você só pode contar com seus apoiadores, seja para um bom momento ou um momento ruim. Na Política isto se chama “Confiança” e “Fidelidade” e são estas pessoas, somente estas pessoas que você poderá confiar na hora crítica e se deleitar nos momentos de auge e alegria.

Na atual gestão são vários os nomes, as pessoas que conviveram com o atual grupo dominante nos momentos mais problemáticos e nas melhores fases de harmonia e dentre eles podemos destacar o nome de Wilson Gobetti, pois simplesmente ele acompanha a família Aguilar há pelo menos 20 anos, vindo com Aguilar Pai desde a eleição de 2000, quando ele formou a “Bancada da Renovação”, com a eleição de um quarteto novato sem qualquer experiência política.

Ao longo destes últimos 23 anos Gobetti mostrou ser um amigo fiel, o parceiro ideal, que sempre somou ao grupo, sem se deixar impressionar pelas situações apresentadas ou imaginar que nos momentos inoportunos pudesse trocar de bandeira, de legenda, de grupo político opositor.

Com um Currículo deste, com expertise adquirida por anos de convivência, fidelidade e conhecimento político, categoriza-o como alguém que certamente irá manter e continuar todo um trabalho, o legado construído, no mínimo nos últimos seis anos, para o futuro político do grupo e o desenvolvimento da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

pesquisa

Queremos conhecer você que é leitor do Contra & Verso, para isto gostaríamos de saber mais sobre você.

Populares

Patrocinado

redes sociais

Pular para o conteúdo