O Deputado Antonio Carlos Júnior continua na sua árdua batalha de correr contra o tempo e resolver a maioria das questões que afligem a população da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e em especial, o Litoral Norte. Uma destas ações, onde ele está incansável na busca de uma solução é a readequação da velocidade máxima na Rodovia dos Tamoios, a SP-99.

Com o fim do seu mandato marcado para 15 de março o representante do Litoral Norte na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo está agindo em todos os setores que envolvem a Sociedade Civil Organizada e as Políticas Públicas voltadas aos mais necessitados. A questão da velocidade máxima na Rodovia dos Tamoios é uma delas, onde o excesso de zelo está dificultando o tráfego na principal ligação do Vale do Paraíba com o Litoral Norte.

Com a velocidade máxima estabelecida em 60 Quilômetros/hora a rodovia está se transformando numa “Indústria de Multas”, pois com o trecho de planalto duplicado e um leito carroçável novo e de alta qualidade é quase que impossível manter a velocidade estabelecida, deixando os motoristas que lá transitam presas fáceis para os radares móveis e fixos lá instalados. Se o problema se mostra visível no trecho de planalto, como será o quadro quando o novo acesso – trecho de serra – ficar pronto juntamente com os contornos norte e sul, que ligarão respectivamente Ubatuba e São Sebastião???

É certo que a Tamoios não tem apenas a velocidade máxima como problema. As obras que não foram realizadas para a entrega da rodovia visando as obras de duplicação e as constantes chuvas que causam a interdição do trecho de serra e os consequentes prejuízos relacionados a isso são questões que devem ser analisadas com extremo interesse e importância.

Para tentar resolver numa primeira etapa a questão da velocidade, o Deputado Estadual Antonio Carlos Júnior tem reunido os Deputados Estaduais, pessoas influentes da Sociedade Civil Organizada e os Meios de Comunicação. No dia 20 de Fevereiro – quarta-feira – Antonio Carlos Júnior esteve no gabinete do Presidente da Alesp – Cauê Macris que apoiou a sua luta marcando uma reunião com os responsáveis pela Artesp – Agência Reguladora dos Transportes no Estado de São Paulo, para uma definição quanto a velocidade máxima, que na opinião do Deputado seria de 90 Quilômetros/hora. Ao mesmo tempo programas de rádio como “Programa de Esportes”, do radialista Ricardo Mazzei difundem a ideia de que a velocidade máxima deve ser readequada.

Para o Deputado a alteração pedida visa eliminar os gastos com as constantes multas que os motoristas são vítimas frequentemente. “A Tamoios está em condições de tráfego para uma velocidade acima dos 60 Quilômetros/hora exigidos. Tenho confiança de que a Artesp vai entender a nossa demanda e fazer a readequação solicitada”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *