Censo Religioso_Padre Mauro 4

 

A Diocese de Caraguatatuba divulga em agosto os primeiros números do Censo Religioso iniciado em março de 2015. O Censo Religioso é um projeto que faz parte de um evento dividido em cinco etapas num período de cinco anos. O atraso de seu devido a outros projetos paralelos feitos pelas Paróquias do Litoral Norte. Até março de 2015 os Pesquisadores Missionários mapearam mais de 70% do Litoral Norte.

A responsabilidade pela elaboração, apuração, mensuração e divulgação do Censo Religioso no Litoral Norte está a cargo do Padre Mauro José Ramos, Coordenador Diocesano de Pastoral e Pároco da Igreja São João Batista, no bairro do Poiares, na zona sul da cidade.

O Censo Religioso que está sendo feito pela Diocese de Caraguatatuba faz parte de um Projeto intitulado “Construindo Comunhão”, idealizado pelo Bispo Diocesano Don José Carlos Chacorowski e que foi dividido em cinco anos, onde o Censo ocupa o ano 1. Em resumo o Censo Religioso nada mais é do que uma pesquisa de campo, onde a Diocese deseja saber quantos Católicos Romanos existem no Litoral Norte, qual a condição deles e as quantas andam suas relações e opiniões sobre a igreja.

Segundo o Padre e Coordenador Mauro Ramos a pesquisa poderia ser feita por Amostragem, onde um número de Católicos seriam entrevistados e depois de ouvidos uma média e estimativa seriam dadas englobando toda a cidade. Outra alternativa seria a de utilizar o Missionário e cobrir toda a área do município, casa por casa, rua por rua, bairro por bairro em todo o Litoral Norte.

De acordo com Mauro Ramos foram capacitados e trabalham de forma voluntária, cerca de 600 pessoas em todo o Litoral Norte, numa média acima de 30 pessoas por cada uma das 18 Paróquias da região assim distribuídas; 7 em Caraguatatuba, 5 em Ubatuba e 6 entre São Sebastião e Ilhabela, sendo que a maioria é de mulheres, na proporção de 70%. Os entrevistadores capacitados tiveram instrução também do pessoal do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – em São Sebastião e do Censo da Igreja Católica. Os entrevistadores receberam como material de trabalho uma planilha, pasta, bolsa, jaleco, caneta e crachá.

Para realizar o Censo Religioso os entrevistadores estão visitando Condomínios, casas de Veraneio, Pousadas, Hotéis e os bolsões de Miséria e Drogas. Até março do ano passado os índices de realização do Censo chegam a 78% de Caraguatatuba, 68% de Ubatuba e 78% entre São Sebastião e Ilhabela, perfazendo uma média de mais de 70% de todo o Litoral Norte. Na região alguns setores de algumas cidades já encerraram seu trabalho, como a Santo Antonio e a Santa Terezinha em Caraguatatuba e algumas localidades de Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela.

Segundo o Padre Mauro Ramos os números aferidos não serão divulgados de forma preliminar, mas somente quando terminar o trabalho. Ao mesmo tempo o Pároco identifica que os Católicos não estão em todos os lugares do Litoral Norte, que os enfermos desconheciam que podiam receber visitas e unção e que a maioria das pessoas se divide entre Católicos Romanos e Evangélicos, com as outras religiões ocupando porcentagens menores. Os entrevistadores foram bem acolhidos na maioria dos locais no Litoral Norte, sendo que a exceção se deu em Ubatuba, onde os Missionários foram recebidos com repulsa e agressividade em alguns bairros.

A pesquisa tinha previsão de encerrar em março, mas devido aos projetos paralelos desenvolvidos pelas Paróquias o encerramento deverá ocorrer em julho, com uma apresentação prévia sendo feita em agosto para o Conselho da Diocese e o encerramento, com a apresentação sócio religiosa apenas em outubro. Segundo a Assessoria de Comunicação da Diocese os dados, mesmo sem a sua totalização, já estão sendo aferidos. O custo aproximado desta pesquisa chega a casa dos r$ 20 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *