As Eleições Municipais deste ano terão mais de 300 candidatos a Vereador em Caraguatatuba, perfazendo uma média de 20 candidatos/vaga para o pleito de 15 de Novembro. Foram registradas várias Renúncias e Indeferimentos entre os mais de 12 partidos concorrentes. A tradição histórica fala em renovação na ordem de 40 a 60%.

No dia 15 de Novembro os mais de 89 mil eleitores de Caraguatatuba terão o dever, infelizmente obrigatório, de escolher o seu candidato a Prefeito e Vereador. No total são 15 cadeiras que poderão ser ocupadas por novos Vereadores, bem como por aqueles que já em posse do cargo, os reeleitos.

Com mais de 320 candidatos deferidos pela Justiça Eleitoral a média para esta eleição é de aproximadamente 21,1 candidatos/vaga, igualando a busca do voto pela melhor nota do Vestibular para Medicina na Fuvest.

No total disputam um assento no Legislativo em Caraguá 22 dos mais de 35 partidos inscritos na Justiça Eleitoral brasileira além dos mais de 40 restantes que buscam se adequar ao protocolo para sua inscrição.

Para o candidato conseguir se eleger é necessário que o seu partido obtenha a média para o Quociente Eleitoral, que se mantida a tradicional porcentagem de votos nulos, brancos e abstenções em torno de 25%, o Quociente Eleitoral deverá girar em torno dos 4.600 votos, ou seja, cada vez que este número for somado a um partido, lhe garante uma cadeira na Casa de Leis e com base nisso as cadeiras vão sendo ocupadas, finalizando com as sobras.

Devido a Pandemia do Covid-19 há rumores que este índice ultrapasse os 35%, o que deverá reduzir o Quociente Eleitoral e favorecer os pequenos partidos.

Existe uma tradição nas Eleições Municipais em Caraguatatuba, para a Câmara Municipal, verificada nos últimos 20 anos, que a renovação no Legislativo varia de 40 a 60%, não importando o número de cadeiras, pois este fato ocorreu quando a Câmara tinha 17, 10 e agora 15 cadeiras. Sendo assim, espera-se que de seis a nove Vereadores sejam reeleitos ou o mesmo número para os novos eleitos.

Os números desta eleição são simples e servem para uma comparação com a atual situação política na cidade. O partido que registrou o maior número de candidatos foi o PSDB, com 23 nomes. No total foram indeferidos dois candidatos do PSDB e dois do PSL. Renunciaram ao pleito sete candidatos no total, sendo um no PSDB, PTB, PL, Podemos e Cidadania e dois no PROS. Ao mesmo tempo o partido Rede Sustentabilidade confirmou todos os seus 13 registros, assim como o PTC e o PSOL.

Nos registros constam todos os atuais Vereadores, com exceção de Flávio Nishiyama do PTB e Dennis Guerra, do Republicanos, o primeiro que desistiu por estar preso e o segundo por se candidatar a Prefeito. Há também candidatos de eleições anteriores, suplentes que ocuparam cadeira nesta gestão e ex-Vereadores de apenas um mandato. Os Vereadores com mais mandatos são Celso Pereira e Aurimar Mansano, respectivamente do PSDB e PTB, ambos com seis mandatos, ou seja, ocupam cadeira há 24 anos.

No fechamento deste texto foi divulgado nas Redes Sociais que num cruzamento de dados do TCU – Tribunal de Contas da União – com a CEF – Caixa Econômica Federal – que nove candidatos a Vereador em Caraguatatuba, com patrimônio acima de R$ 300 mil receberam Auxílio Emergencial do Governo Federal por causa da Pandemia. São dois candidatos do PRTB, PL e Podemos e um apenas da Rede, PTB e PV. O patrimônio destes candidatos vão de R$ 302 mil a R$ 3.939 Milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *