O Brasil, bem como Caraguatatuba enfrenta uma série de crises, seja na área Política, na Educação, na Saúde e também na Segurança Pública. Casos a parte e com soluções diferentes, todas necessitam de um único caminho, a Participação Popular!!! No caso da Segurança uma ida a Delegacia para a elaboração do Boletim de Ocorrência bastaria para a solução de muitos crimes.

Dou início a este texto abordando uma simples questão. Como você soube dos gostos de sua namorada ou esposa??? Saber qual o restaurante oferece o melhor prato com o melhor atendimento e o menor preço??? Aquele seu amigo torce para qual time??? A resposta é simples, você perguntou ou a outra pessoa te contou. Em resumo, uma breve pesquisa aconteceu.

Na Segurança Pública ocorre o mesmo caso e da mesma maneira. É graças a uma pesquisa que tanto a Polícia Militar como a Civil, Polícia Federal, Polícia Ambiental, Rodoviárias Estadual e Federal e até os Bombeiros, tomam conhecimento dos problemas que afligem cada um deles no seu dia a dia. E como eles ficam sabendo disso, eles perguntam para as vítimas ou alguém lhes conta???

Obviamente que é graças a elaboração do Boletim de Ocorrência que os órgãos de segurança tomam conhecimento dos problemas e através disso estudam qual a melhor maneira para resolvê-los. O Boletim de Ocorrência, ou B.O. como é tradicionalmente conhecido é a maneira mais fácil, direta e simples de resolver as questões da criminalidade em nossa comunidade, em nossa cidade, nosso estado, em todo o Brasil.

Repare bem que no Boletim você informa o dia e horário do fato, o local onde ocorreu, o que levaram, o que os marginais fizeram, quanto tempo levaram para cometer o crime, a descrição dos marginais, se estavam armados de facas ou armas de fogo. Um sinal de nascença, o modo de falar, uma tatuagem, um nome dito na hora do crime, todo e qualquer detalhe ajuda em muito os policiais e isto pode ser inserido no Boletim de Ocorrência. Com estes dados em mãos fica mais fácil para a Polícia montar um quadro da situação para poder agir com certeza direto no ponto, efetuando a prisão dos marginais e extinguindo o problema.

Vamos dar um exemplo aqui em Caraguatatuba. Imagine por exemplo que assaltos tem ocorrido no centro, entre às 17 e 19 horas em determinada rua e os ladrões levam apenas o dinheiro e o celular das vítimas, usando bicicletas, usam de determinada gíria, tem uma tatuagem no braço direito e fogem sempre para o mesmo lado. Através de pesquisa e mapeamento os policiais descobrem que os bandidos moram no Benfica e praticam os assaltos no horário que saem do seu trabalho e sempre no dia que antecede a folga semanal. Parece simples??? Mas sem as informações nada disso seria sabido e solucionado.

Mas se você, ao sofrer um crime, não for a delegacia fazer o B.O. ou não chamar a Polícia Militar, nada disso terá valor e poderá ser feito para o ressarcimento de seus valores e manutenção da sua segurança. Já está provado que os índices de criminalidade são altos e que um dos motivos é a falta da elaboração do Boletim para o conhecimento do fato pela Polícia. Ao mesmo tempo também está provado que quando o cidadão participa do crime a qual foi cometido, a Polícia age com rigor e prende o marginal.

Este texto pode parecer simplório e até infantil, mas trata-se de um caso sério e grave, que só pode ser resolvido com a sua participação. Lembre-se disso quando algo lhe ocorrer e que você pode ajudar em muito para que não mais aconteça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *