A Câmara Municipal de Caraguatatuba fechou o seu ano político com a realização da 4ª Sessão Extraordinária onde na pauta foram votados a Atualização Monetária dos Vencimentos dos Servidores da Prefeitura e da Câmara, do Prefeito, Vice, Secretários Municipais e Vereadores. Com exceção dos Servidores todos os projetos foram rejeitados. Houve princípio de tumulto e a saída repentina do Presidente do Legislativo durante a sessão.

Na pauta da Extraordinária constavam o reajuste anual dos Vencimentos dos Servidores Públicos da Prefeitura e da Câmara, bem como do Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários Municipais e Vereadores, bem como a doação da Área Social e parte do campo do Esporte Clube XV de Novembro de Caraguatatuba, como forma de sanar débitos com a Receita Federal na ordem de R$ 26 mil.

Como já é de praxe nesta gestão Legislativa a Polícia Militar foi chamada para manter a segurança dos Vereadores, sendo necessário adentrar as galerias quando houve um princípio de tumulto devido as manifestações dos contribuintes, rechaçados com palavras ácidas e ásperas da parte do Presidente do Legislativo.

Todos os Projetos de Reajuste Salarial tiveram índice de 5%, sendo metade pela inflação e o restante de ganho real, que passa vigorar em Janeiro de 2020. As únicas proposituras aprovadas foram para os Servidores da Prefeitura e da Câmara, com os demais sendo rejeitados.

Com isso os salários se mantiveram nos atuais patamares, ou seja, Prefeito Municipal R$ 19.700,00; Vice-Prefeito e Secretários Municipais R$ 12.700,00 e Vereadores R$ 7.100,00.

Quanto ao projeto de doação do Esporte Clube XV o mesmo foi adiado pois haviam dúvidas entre os Vereadores, principalmente os de oposição.

A oposição aproveitou a sessão e os projetos para criticar a atual gestão, seja pelas promessas não cumpridas pela atual gestão, seja pelo irrisório aumento aos Servidores, contradizendo promessas de aumentos justos para os Funcionários Públicos.

A única falta anotada foi da Vereadora Vilma Teixeira e o fato inusitado foi a saída repentina do Presidente da Câmara, no meio da sessão, alegando que tinha um compromisso no Fórum. Até o fechamento deste texto não conseguimos apurar o motivo da saída e ida ao Fórum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *