O Prefeito José Pereira de Aguilar Júnior e seu vice, José Ernesto Servidei foram eleitos com mais de 27 mil votos nas Eleições Municipais ocorridas ontem em Caraguatatuba, Pleito marcado pela morosidade na divulgação dos resultados, na confusão sobre a troca e remarcação das Seções Eleitorais e por denúncias de Boca de Urna. A Câmara Municipal manteve a tradição e renovou 60% de suas cadeiras.

O Blog Contra & Verso visitou as Escolas Edna Ferraz, Alaor Junqueira, Thomaz Ribeiro de Lima e Colégio Módulo, sendo as primeiras localizadas na zona sul e as restantes no centro da cidade. Em todos os locais não havia a medição de temperatura por Termômetro de Pistola, mas não faltaram Álcool em Gel e Máscaras, seja ela de boca como de face, bem como mesas para orientação ao Eleitor sobre a troca de Seções Eleitorais, pois devido a Pandemia muitas foram canceladas e adicionadas a outras, provavelmente por falta de Mesários.

Na Escola Edna Ferraz houve um certo tumulto por volta das 10 horas, quando vários Eleitores queriam entrar ao mesmo tempo na escola, tendo sido advertidos e orientados pelos colaboradores da Justiça Eleitoral e a Diretora da Unidade Escolar, sobre a necessidade de uma entrada organizada e que fora da escola os eleitores estariam mais protegidos devido ao Covid-19.

No restante dos locais visitados as filas eram pequenas, com espera que variava de cinco a 15 minutos e tempo de voto que também variava entre 30 e 45 segundos, deixando para os mais Idosos, que tiveram preferência de horário entre às sete e 10 horas para votar um tempo maior para o cumprimento do dever cívico, por falta de costume no manuseio de equipamentos de informática.

Mas também ocorreram denúncias de Crime Eleitoral, a chamada “Boca de Urna”, com registros no Thomaz Ribeiro de Lima e no Antonio de Freitas Avelar, no bairro do Estrela Dalva, onde foi necessária intervenção policial com deslocamento até a Delegacia de Polícia Civil. Mas foi na Escola Alaor Xavier Dias Junqueira, com princípio de agressão, discussões, Boca de Urna e estranhas movimentações em residências próximas aos locais de votação.

Se a Eleição teve os seus resultados divulgados com morosidade as confusões com Eleitores referente a troca ou fusão de Seções Eleitorais foram o destaque do pleito. Há casos de Seções que foram extintas apenas neste pleito e seus Eleitores repassados para outro local sem o devido aviso prévio. Um Eleitor que votava na Escola Muniz, no bairro de Martim de Sá ao chegar para votar recebeu a notícia que sua seção havia sido transferida para o bairro do Morro do Algodão, distante pelo menos cinco quilômetros do local original.

Segundo o Cartório Eleitoral apenas três Urnas Eletrônicas apresentaram problemas e precisaram ser trocadas, na Escola Edna Ferraz e Oswaldo Ferreira e no Núcleo Social. O número é infinitamente pequeno, tendo em vista que a Eleição em Caraguá foi realizada em 353 Seções e 48 locais. Os Presidentes de Mesa informam que receberam um grande número de Justificativas Eleitorais e até o final do pleito não havia uma contagem definitiva.

O atraso na divulgação se deve, segundo Nota Oficial do TSE – Tribunal Superior Eleitoral – em Brasília, ao desligamento de um dos dois Servidores que recebe a apuração dos votos por causa do ataque de Hackers. Em Caraguatatuba como em todo o Litoral Norte a divulgação dos resultados foi finalizada após às zero hora de hoje.

Com a divulgação ficou sacramentada a Reeleição do Prefeito Aguilar Júnior, com 27.183 votos ou 42,27% seguido de Mateus Veneziani da Silva com 24.964 votos ou 38,82%. Em seguida vem Coronel Stanellis com 9.424 votos, José Melo com 1.258, Dadinho Fachini com 645, Álvaro Alencar com 519 e Anderson Gueiros com 319 votos. Deixaram de votar, votaram em branco ou anularam seu voto totalizam 33.678 Eleitores ou 34,17% do Eleitorado, confirmando que devido a Pandemia ultrapassaria os tradicionais 25%.

A eleição na Câmara confirmou a tradição que vem acontecendo nos últimos 20 anos, com a renovação de nove Vereadores, ou seja, 60% e a reeleição de seis Vereadores, 40%. A Câmara terá a partir de 2021 três Vereadores do PSD, PSDB e PV, dois do MDB e um Vereador dos partidos PP, PRTB, PSC e PTB.

Foram Reeleitos Fernando Cuiú, Carlinhos da Farmácia, Agnaldo Butiá, Aurimar Mansano, Celso Pereira e Tato Aguilar. Os novos Vereadores são Marcos Kinkas, Cristian Bota, Antonio Carlos Júnior, Baduca Filho, Dé Construtor, Marcelo Pereira, Jameson Chick Show, Jair Silva e Vera Morais.

 

Foto: Assessoria do Candidato Aguilar Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *