Continuamos a abordar a Pandemia no dia-a-dia de Caraguatatuba!!!

 

Pergunta 3

Este estudo micro, esta análise regional já nos colocou em fases que não condiziam com a nossa situação, ou seja, se a UTI em Taubaté ou Bananal estiver lotada e em Caraguá estivermos com folga de vaga, caímos em fases mais exigentes, com mais restrições.

 

Pergunta 4

Esta questão foi amplamente discutida, pois estas cidades, mesmo estando na mesma Região Administrativa, tem peculiaridades, cenários, situações e grandes diferenças entre uma e outra.

 

Pergunta 5

E estas diferenças nos colocam, muitas vezes, em protocolos que exigem fechamento de comércios, restrições de horário ou seja, atitudes que não condizem com a nossa situação.

 

Pergunta 6

Agora eu pergunto: E quando um Prefeito, da maior cidade do estado, aliás a cidade Capital do estado, ou seja, de outra região, toma uma decisão que tem consequências em outras regiões, estaria ele correto ao fazer isso???

 

Pergunta 7

Tantas vezes vimos o Palácio dos Bandeirantes acionar a Justiça pois um Prefeito foi contrário a uma decisão do Governador e no caso do Prefeito da Capital nada foi dito, feito ou criticado. Isto estaria certo???

 

Pergunta 8

Se o Litoral Norte já sofre com as médias e resultados de cidades como Guaratinguetá, Aparecida ou Jacareí agora terá que assumir problemas desencadeados pelo Prefeito de São Paulo???

 

Pergunta 9

Considero isso uma tremenda falta de respeito pois as consequências serão piores para nós do Litoral Norte, mostrando realmente que tem muito político sem noção governando e lidando em tempos de Pandemia.

 

Pergunta 10

Bruno Covas pensou no próprio umbigo, não se importou com o interesse coletivo e não estimou as consequências que as cidades Litorâneas, seja do Norte ou do Sul, terão com a sua malfadada decisão.

 

Resultado 1

E como resultado medidas extremas foram tomadas, restrições foram adotadas e mais uma vez o comércio é que ficou na desvantagem.

 

Resultado 2

Os Protocolos chegaram a ponto de fechar uma mão da Avenida da Praia, para impedir que o Turista, o cidadão sem noção venha para cá e corra direto para sentar na areia e se dourar ao sol.

 

Resultado 3

Um das consequências destas atitudes pode ser mais algumas demissões de trabalhadores que tem no emprego, a única forma de levar o pão as suas casas, para os filhos e família.

 

Resultado 4

Outra medida foi a de colocar um Trio Elétrico a percorrer as ruas da cidade, repetindo mensagens sobre Isolamento Social, sobre o Estado de Emergência, o uso de Máscara e de Álcool em Gel.

 

Resultado 5

A primeira versão do Aviso Sonoro terminava com uma Sirene que causou um certo constrangimento para quem ouvia.

 

Resultado 6

O som da Sirene era similar aquele usado pelos Alemães na Segunda Guerra Mundial e que era amplamente alardeado nos Guetos de Varsóvia, em Paris e outras localidades ocupadas pelo Terceiro Reich.

 

Resultado 7

A bem da verdade, se a mensagem e a Sirene causaram medo, espanto e a rejeição da população é porque o conjunto da obra tocou o seu coração, o seu bom senso e a real problemática da situação.

 

Última Forma 1

Hoje é dia 31 de Março. Em 1964 a exatos 57 anos as Forças Armadas interviram no dia-a-dia do povo Brasileiro, causando o mal para quem desejava o caos ao Estado e trazendo o bem para as famílias que tinham atitudes corretas e dignas.

 

Última Forma 2

A partir desta data, naquele ano, foram 21 anos onde não havia eleição para Presidente, mas sim a indicação de um General pela junta de Governo instaurada desde então.

 

Última Forma 3

Ao contrário do que falam e pensam alguns metidos a intelectuais o Golpe de 64 deve ser lembrado, analisado e pelos militares reverenciado, pois todo ato que fica para a história de uma nação tem que ser usado para se comparar ao presente e analisado para um futuro melhor do povo e do país.

 

A coluna Blogueando aborda ao máximo os fatos da cidade até o êxtase, abordando tudo que é dito, feito, ocorrido, comentado e debatido. Acompanhe, comente, opine, compartilhe!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *