A data de hoje é especial, assim como todos os eventos envolvendo a história de uma nação, da nossa nação. Comemoramos hoje os 521 anos do Descobrimento do Brasil. Passados cinco séculos o que se vê hoje é um país dividido na política, nas suas opiniões, com mandos e desmandos de ambas as partes e níveis, seja administrativo, político e Judiciário.

O Brasil da oitava economia do mundo e o maior e mais preparado da América do Sul e dentre os Latinos ocupando uma boa posição, vice hoje a Pandemia do Corona Vírus, o Covid-19, onde o desenvolvimento, a estabilidade econômica e financeira e o progresso receberam um freio, com o aumento no desemprego e na carência dos menos abastados.

A Pandemia que causou um grande trauma no Brasil, com sequelas difíceis e demoradas de cura pode ser definida como “A doença onde todos tem razão mas ninguém encontra uma solução, aliada a políticos e um povo sem noção”. A falta de noção e os desmandos vem de ações isoladas que esbarram e são vetadas de um nível para outro e aliado a isso, estão moradores que não respeitam regras de Isolamento Social, de Confinamento, mantêm aglomerações e frequentam Rolezinhos, Fluxo e Festas Clandestinas.

O que não tem entendimento são Governadores exigindo ações de Prefeitos de forma desmedida, que induzem o comércio a bancarrota, ou atitudes Presidenciais que são freadas pelo Congresso ou por decisões monocromáticas do Judiciário, como o Supremo Tribunal Federal, numa completa falta de entrosamento em prol de um Brasil que busca a cura e a saúde de sua população.

Adiciona-se a falta de entrosamento e entendimento a falta de Planejamento, ainda mais quando o assunto são insumos, medicamentos, equipamentos e vacinas. O uso da política num caso de Saúde Pública, visando as próximas Eleições é lado turbulento de um problema que já infectou mais de 14 milhões de Brasileiros, quase o número total de desempregados, e matou mais de 370 mil outros trabalhadores e pais de família.

Este país tem história e tem aprendido na marra com seus erros, porém não os recorda quando precisa avançar e não mais e da mesma maneira. São 521 anos de Descobrimento, 199 de Independência, 133 do fim da Escravidão, 132 de República, 57 da Revolução de 1964 que geraram 21 anos de Ditadura. Toda esta numerologia não seria o bastante para não errarmos mais e caminharmos na trilha do desenvolvimento, do progresso e da melhoria da qualidade de vida dos Brasileiros. Parabéns Brasil!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *