Como nasceu o Crime Organizado

Crime Organizado

Já se foi o tempo em que bandido era aquele que batia a nossa carteira, roubava a bolsa da senhora, doce de criança ou as roupas do varal da sua casa. Hoje o marginal tem chefia, hierarquia, meta para cumprir e até papel social dentro da gangue. Este tipo de bandido é chamado de “Crime Organizado”.

Mas como nasceram estes indivíduos inescrupulosos que aterrorizam comunidades, pessoas de todos os tipos e idades e se impõem pela força frente aos governos e os poderes públicos constituídos?

Voltando no tempo, mais precisamente durante a Ditadura Militar que assolou este país por dolorosos 21 anos, o Governo tinha que se preocupar tanto com os bandidos comuns, como os reacionários, esquerdistas e até comunistas, que seqüestravam políticos e embaixadores, roubavam bancos, armas de quartéis, munição e explosivos de paióis do Exército. Estranhamente a eles nunca foi dado o nome de ‘Terroristas’, mas constantemente eram indiciados na Lei de Segurança Nacional.

Muito bem, a partir da década de 70 as prisões estavam ficando cheias e para não pegar mal no meio político internacional um Governo Militar Ditatorial ficar construindo Presídios, acabou-se por misturar os detentos, ou seja, um ladrão de carro ficava preso junto com um Comunista Reacionário, geralmente treinado em Cuba ou na Nicarágua e com aprendizado em Russo, em Comunismo, em armas, ações de terror e organização.

E como terminou esta história. Para ter uma vida boa e tranqüila dentro da cela, os esquerdistas ensinaram os ladrões pé de chinelo a se organizar e a progredirem organizados. Dito e feito, nasceram o Comando Vermelho, Primeiro Comando da Capital, Comando Vermelho, Terceiro Comando e por aí vai.

O resultado esta aí aos olhos da população. O crescimento e a organização do crime no Brasil se deve aos Ditadores que tomaram conta deste país e não souberam organizar e dividir presos comuns de presos políticos. O pior de tudo é que não se usa a Lei de Segurança Nacional ou qualquer outra similar para deter estes meliantes.