Hoje vamos falar da Câmara Municipal, aliás, assunto é o que não falta sobre o Legislativo, que depois de manter-se paralisado por causa da Pandemia, retornou as suas atividades com sessões on line.

 

Parada

E a Pandemia chegou e a Câmara parou por completo os seus trabalhos, seja pelos Funcionários, seja pelas Sessões, ficando num silêncio total.

 

Fiscalizar

Se a base do trabalho do Vereador é fiscalizar os trabalhos do Legislativo, com a Pandemia e a parada total o trabalho ficou a zero.

 

Reclamação

Como a parada durou um bom tempo, não faltaram reclamações dos contribuintes quanto a falta da Sessão Ordinária semanal, para acompanhar as discussões sobre os problemas da cidade.

 

Oposição

A bem da verdade apenas a Oposição, leia-se O Quinteto de Ouro é que não parou com a sua principal função, investigando a fundo as peripécias e presepadas da atual gestão do Executivo.

 

Presencial

Não podemos esquecer que a Câmara chegou a realizar uma Sessão Presencial, no caso Extraordinária, neste período da Pandemia, onde todo mundo estava de máscara, só não obedeceram ao protocolo de distanciamento, pois as poltronas estão muito perto umas das outras.

 

Impermeabilizado

Destaque nesta sessão para a vestimenta utilizada pelo Vereador Aurimar, que além da Máscara usou uma capa, ficando igual a caderno encapado nos tempos de escola.

 

Falta

Apenas como registro, faltaram esta sessão os Vereadores Chininha e Flávio Nishiyama, este último que acabava de retornar as hostes Legislativas, após um breve período como Secretário de Esportes, na função de “Figurante de Luxo”.

 

Mudança

Pelo visto a sessão presencial não surtiu o devido efeito, pois o receio de ferir os Protocolos decorrentes do Covid-19 poderiam complicar a saúde, tanto dos Vereadores como dos Servidores do Legislativo.

 

On Line

Há muitos vinha-se discutindo e nós abordamos, tanto na coluna como nas incursões do programa Repórter Cidadão, do Radialista Decano Maurício Poeta Neto na Integração FM, que o melhor seria realizar as sessão via Internet, de modo on line.

 

Federal

Tanto seria o mais sensato realizar as sessões desta maneira que a Câmara e o Senado Federal iniciaram desta maneira, com sucesso garantido, seja para estes poderes, como para os contribuintes que podiam assistir e saber o que estava sendo discutido, aprovado e rejeitado.

 

Caos

E a Câmara decidiu realizar as suas sessões pela Internet. Partindo do velho ditado: “O primeiro Sutiã a gente não esquece!!!”, podemos afirmar que esta Informática Sessão Pioneira foi o verdadeiro Caos.

 

Falhas

Foi um amontoado de falhas e erros, no que diz respeito a transmissão de áudio e vídeo, problema normal para uma primeira vez, mas que não pode ocorrer nas sessões seguintes.

 

Presepada 1

Não podíamos publicar esta coluna sem mencionar as Presepadas comumente realizadas durante a sessão. É uma coletânea digna de ficar na história.

 

Presepada 2

Em determinado momento, quando se discutia a queda da arrecadação e a redução dos salários de Servidores e do Staff do Executivo, o Vereador Vandinho citou que a Câmara deveria participar e reduzir os vencimentos do Parlamentares locais.

 

Presepada 3

Imagine só quem foi o único a resfolegar e a esbravejar sobre a citação de Vandinho??? Ganha uma caixinha de AAS vencida quem pensou no Presidente da Câmara, Carlinhos da Farmácia.

 

Presepada 4

Simplesmente o Projeto de Caudilho Tupiniquim mandou que Vandinho se cala-se pois a indagação dele era pura Demagogia, numa clara, evidente e costumeira falta de compostura pela função e cargo que ocupa no Legislativo.

 

Esta coluna pára por aqui. Siga-nos para saber mais sobre os Bastidores da política local!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *