felipe-augusto-5

 

A cada 4 anos tem início uma nova Administração, não importando se o Prefeito é eleito ou reeleito. Além do trabalho de praxe e da realização do Plano de Governo sugerido geralmente um destes Chefes do Executivo levanta voz para opinar, sugestionar, reivindicar melhorias em âmbito regional. Esta liderança pode nascer de forma espontânea ou por ligação com o Governo Estadual. Analisando mais pela segunda alternativa, podemos destacar que o novo líder político do Litoral Norte a partir de janeiro de 2017 será o Prefeito eleito de São Sebastião, Felipe Augusto.

O atual líder do Litoral Norte é o Prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, correligionário Tucano e amigo de longa data do Governador Alckmin, além de ser uma das cabeças de chave na Região Metropolitana do Vale do Paraíba, dividindo a atribuição com Emanuel Fernandes, de São José dos Campos e Ortiz Júnior, de Taubaté. A estreita ligação consolida a força do partido na região, além de captar votos e a manutenção do poder na principal Base Eleitoral do Governador.

A liderança política regional terá como obrigação organizar os pedidos feitos diretamente ao Governador, seja nas áreas da Educação, Segurança Pública, Saúde, Infra Estrutura Urbana, Turismo e Meio Ambiente, dentre outras. Os pedidos e planos “interna urbis” não fazem parte do cardápio do líder regional, pois fazem parte da obrigação de todo Chefe do Executivo para com a sua população, o seu eleitorado.

A liderança atual de Antonio Carlos não está sendo questionada, apenas que geralmente esta função é ocupada por um Agente Político eleito, no exercício de seu cargo, cabendo ao Prefeito de Caraguá manter-se como a já citada Cabeça de Chave.

A cerca de 16 anos, Antonio Carlos é quem tem levantado a voz para dizer o que o Litoral Norte precisa, tem necessidade e é prioridade para a melhoria na qualidade de vida dos mais de 280 mil habitantes da região. O Chefe do Executivo se vale da filiação Tucana e da estreita ligação com o Governador Paulista. Neste período os Prefeitos da região limitavam-se a fazer tímidas solicitações, que por outros intermédios, eram mediadas ou coordenadas pelo Prefeito de Caraguatatuba.

Tendo em vista os novos Prefeitos e o trabalho que terão a partir de janeiro de 2017, Felipe Augusto surge naturalmente como a mais nova liderança política do Litoral Norte, com a tarefa de ser o Porta-Voz dos problemas da região junto ao Palácio dos Bandeirantes, baseando-se nas tarefas de cada Prefeito em sua cidade, sua filiação partidária e numa análise no modo de pensar e atuar de cada um. Resta saber se esta nova liderança terá o mesmo impacto e resultado da atual.

Legenda: Felipe Augusto quando Secretário de Planejamento entregando Projeto de LDO na Câmara em 2009
Foto: Pedro Monte-Mór

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *