Gonzaga acha que o Trabalhador precisa de mais estrutura

Gonzaga 46

 

É dever do Poder Público garantir um mínimo de estrutura para o contribuinte, o trabalhador em geral. Esta estrutura garantirá que o Estado faça a sua parte e que o contribuinte faça a sua. Pena que na opinião de Luiz Gonzaga isso não esteja ocorrendo.

Quando fala em estrutura da parte do Poder Público, Gonzaga se refere ao mínimo que ele possa dar, que seria o transporte público e uma creche. Com esse mínimo sendo feito de forma aceitável e com qualidade, o trabalhador poderá procurar o seu emprego e garantir o sustento de sua família.

Com o transporte público o trabalhador pode se locomover para os quatro cantos da cidade de forma organizada, com tarifas honestas e em qualquer horário, podendo ele ir para o trabalho, para o lazer ou para compromissos médicos sem preocupação.

Já as Creches tem uma enorme serventia para a mãe trabalhadora, que poderá deixar seu filho num ambiente saudável, com qualidade, onde seu filho poderá ser tratado como se fosse por ela própria, enquanto desempenha suas funções, seja no comércio, indústria, prestação de serviço ou na economia informal.

Infelizmente, na opinião de Gonzaga, estes serviços, a parte do Poder Público não está sendo bem dirigida na cidade, pois são diárias as reclamações sobre os ônibus circulares, além da tarifa, que se torna alta e cara tendo em vista o serviço apresentado.

Quanto as Creches, Gonzaga pensa que elas ainda não cobrem todo o território do município, ou seja, ainda há bairros e comunidades que não tem este serviço tão essencial para a mãe trabalhadora de Caraguatatuba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *