Os Vereadores voltam a ser tema de mais uma coluna Blogueando no seu Contra & Verso. É bom lembrar que os Vereadores estão em Recesso Parlamentar e voltam apenas em agosto para suas atividades costumeiras oficiais!!!!!!

 

Errata

Há cerca de uns 15 dias mais ou menos publicamos uma nota afirmando que os Vereadores de Caraguá tem quatro assessores. Na verdade são dois assessores. Fica dada a correção!!!

 

Vereadores

E por falar em Vereadores certa vez me perguntaram se a Câmara de Caraguá teve Vereadores de verdade, ou seja, no real sentido da palavra???

 

Crítica

A pergunta veio do fato de eu tanto criticar os Vereadores de nossa cidade. Aliás foi uma pergunta perfeita, bem colocada e condizente com o momento!!!

 

Função

Antes que esqueçam vamos relembrar. O Vereador é o fiscal do povo e suas funções são a de fiscalizar o trabalho do Prefeito e da Prefeitura, além de elaborar leis para melhorar a qualidade de vida da população.

 

Verdadeiros

Nos meus mais de 30 anos de profissão eu vi apenas três Vereadores que desempenharam realmente a função. Refiro-me a Ilson Vitório de Souza, Madalena Fachini e o finado Roberto Commans.

 

Restante

E o restante??? Infelizmente o restante da Vereança caminhou para os lados do Assistencialismo, da Submissão ao Poder Executivo e do apoio desenfreado calcado nos empregos de seus Cabos Eleitorais.

 

Parada Gay

Lembra da coluna sobre a Parada Gay em Caraguá como forma de incentivar o Turismo para um nicho de qualidade, disputado a tapa por várias cidades e empreendedores???

 

Criticado

Recebemos alguns elogios quanto ao assunto, mas não faltaram críticas das mais diversas sobre o tema abordado. Pelo visto o assunto está dividido na cidade, assim como foram as eleições municipais de 2016.

 

Thifanny Félix

Segundo mensagem enviada via Redes Sociais, a ativista do movimento LGBT e ex-candidata a Prefeita em 2016 e atual pré-candidata a Deputada Estadual pelo PMB há chances do evento vingar na região.

 

Movimento Gay

Thifanny é Presidente do Fórum LGBT Litoral Norte Paulista e andou se reunindo com as lideranças do movimento nas quatro cidades da região com o intuito de tornar real o evento na cidade.

 

Capital

Ao mesmo tempo levou a ideia para a Coordenação Estadual de Políticas Públicas LGBT, situada em São Paulo e além de elogiada sobre a pretensão, foi orientada também quanto aos detalhes da organização.

 

Vem Aí

Sendo assim, podemos esperar uma Parada LGBT Litoral Norte Paulista provavelmente para o mês de novembro. Agora é esperar e avaliar a repercussão e os benefícios alcançados com esta promoção.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *