Marketing de Responsabilidade Social

Marketing de Responsabilidade Social

O texto desta semana falará de outras vertentes do Marketing, que são de suma importância para os empresários, comerciantes e empreendedores. Falaremos do Marketing de Responsabilidade Social, uma faca de dois gumes que agrega valor ao trabalho realizado e ferramenta vital para a Comunicação Empresarial.

No âmbito social, o Marketing se divide entre o Marketing Social e o de Responsabilidade Social. O primeiro está mais relacionado às ações governamentais e o segundo é mais voltado para os empresários.

Em texto anterior falamos do Marketing Direto ou Marketing de Produto e do Marketing Institucional e finalizaremos os textos sobre Marketing com as outras subdivisões já citadas.

O Marketing Social é mais ligado às ações governamentais e visam a mudança de comportamento. Exemplos de Marketing Social seriam o de deixar de fumar, de não jogar lixo nos córregos, respeitar as leis de Trânsito, das mulheres freqüentarem o Ginecologista 2 vezes por ano e fazerem os testes para detectar o Câncer de Mama, bem como evitar as comidas gordurosas, usar camisinha e colaborar com a fauna, a flora e o Meio Ambiente. Em resumo o Marketing Social visa  orientar a população para uma vida correta, saudável e digna.

Já o Marketing de Responsabilidade Social visa o “politicamente correto”, ou seja, institui uma nova doutrina aos empresários e empreendedores. Antigamente a ordem era “ganhar dinheiro e obter o máximo de lucro possível não se importando com o cliente”. Atualmente a doutrina reza que o empreendedor deva “ganhar dinheiro, trazer o máximo de satisfação e comodidade ao cliente, repartindo os lucros com quem precisa e usando isto como ação de Marketing”.

Vamos explicar melhor. Ao invés de ganhar dinheiro, dividir entre os acionistas e amontoar cada vez mais lucros, as empresas hoje dividem este lucro apoiando obras sociais. A Petrobrás faz muito disto, apoiando obras de cegos, de deficientes, de comunidades carentes, de crianças especiais, seja no esporte, na cultura, na educação ou no lazer. A Embraer também o faz, quando criou o Instituto Embraer de Ensino, dando oportunidade de estudo para crianças carentes de São José dos Campos. Fazem parte deste seleto time empresas como o Grupo Votorantin, Vale do Rio Doce, Banco Itaú entre outros.

Ao mesmo tempo e na contramão das novas regras está a sofisticada loja Daslu, que tem os fundos de sua mega loja para uma grande favela de São Paulo e nada faz para contribuir com o seu carente vizinho.

Mas qual a vantagem do Marketing de Responsabilidade Social? Aos olhos de quem é ajudado é observar quem o ajuda com outros olhos, elogiando e admirando seu “benfeitor”. Pelo lado de quem ajuda é a maneira de dizer que apóia as entidades carentes e que a sua função no momento não é apenas ganhar dinheiro, mas sim o de proporcionar uma melhora de vida àqueles que precisam.

Isto é o que chamo de “agregar valor em mão dupla” e o empresário, empreendedor e futuro administrador deve aprender e conhecer isto, se quiser ter sucesso em sua empresa.