E o nosso Secretário Municipal de Educação não sai das páginas dos veículos e das Redes Sociais. Mesmo que não queira não tem jeito!!! Ele sempre arruma um jeito de voltar a ser manchete. O mais novo caso envolvendo o Secretário Ricardo Bola Fora é o bloqueio de seus bens relativo a uma licitação relacionado ao reforço escolar.

 

A História 1

A Secretaria Municipal de Educação existe para ministrar ensino para as crianças e jovens de nosso município.

 

A História 2

Quando nos referimos a Ensino estamos falando de conhecimento para a vida adulta e profissional da criança, quando entrar na fase adulta.

 

A História 3

Sendo assim, educação é obrigação dos pais e responsáveis e não da escola e muito menos da Secretaria de Educação.

 

A História 4

Quando falamos em ensino, falamos em matemática, português, língua estrangeira, dentre outras matérias.

 

A História 5

Nessa engrenagem estão incluídas as provas bimestrais, trabalhos, exame final, aulas de reforço e recuperação.

 

A História 6

Toda esta parafernália de ensino é feita por professores gabaritados, que recebem curso de especialização, reciclagem e atualização e trabalham na Secretaria mediante aprovação em Concurso Público.

 

A História 7

Esta é a base da coluna de hoje, que passamos a desenvolver agora. Realmente um caso a ser estudado, tamanho o absurdo administrativo e financeiro.

 

Exceção

Com certeza que tudo isso surtiria mais efeito e seria mais bem aplicado e proveitoso sem o Secretário Ricardo Ribeiro, o famoso Ricardo Bola Fora.

 

Monopolista

Aliás o dito Secretário está se tornando arroz de festa nas manchetes dos jornais e nesta coluna do Contra & Verso, ou seja, o moço está monopolizando os veículos de comunicação com as suas travessuras.

 

Bloqueio

A Prefeitura contratou a empresa Planeta Educação para ministrar aulas de Matemática Lúdica, para formação de professores e visita as famílias.

 

Valor

Tudo isso pelo simplório valor de r$ 6.9 milhões, ou seja, com valores mensais de r$ 575 mil.

 

Pergunta

A presepada por começa por aí. Não seria mais útil pagar apenas para a formação dos professores e deixar os mesmos para visitar as famílias e ministrar as tais aulas de matemática???

 

Prejuízo

Penso que, e já falamos sobre isso em colunas anteriores, a contratação, longe da fraude na concorrência, vislumbra um grande prejuízo, pois os professores locais e concursados ficaram de braços cruzados, ganhando seus salários, enquanto a Planeta trabalhava, fazendo o serviço a qual foram contratados e são atualizados anualmente.

 

Valores

Com certeza os valores seriam bem menores e haveria economia para os cofres públicos.

 

Bloqueio

Devido a esta concorrência, houve ordem de Bloqueio por parte do Ministério Público dos bens e do dinheiro nas contas correntes do nosso Secretário e dos sócios da Planeta.

 

Coincidência

Parece até brincadeira, mas tem gente de Caraguá que trabalha na Planeta. Quer mais??? É parente de medalhinha da Prefeitura. Algo assim meio metido a comédia, meio direito. Você entendeu né???

 

Razão

A razão do Bloqueio vem do fato da Planeta Educação não poder participar de Licitações por ordem da Justiça, devido a um outro contrato malogrado na cidade de Birigui, no interior do estado.

 

Falsidade

Para poder participar da concorrência em Caraguá, um dos sócios da Planeta declarou, de forma mentirosa que a empresa estaria liberada e habilitada para participar de concorrência com o Poder Público.

 

Presepador

E o nosso Secretário, para justificar a sua fama de Bola Fora justificou  a contratação sem as devidas reuniões com o seu grupo de professores e com elementos que não constam nos procedimentos normais, ou seja, achou porque achou e pronto!!!

 

Perfeita

O Ministério Público ainda relata que inabilitadas as demais concorrentes, a Comissão de Licitação deu nota máxima em todos os quesitos para a Planeta, declarando-a vencedora desta malograda concorrência, ou seja, a Planeta é a empresa perfeita!!!

 

Versão 1

A Prefeitura por sua vez alega que tudo correu dentro dos trâmites da lei. Seria estranho se afirmasse o contrário!!!

 

Versão 2

Ao mesmo tempo relata que os objetivos da concorrência foram seguidos e respeitados. Imagino o que seja respeito, principalmente com o dinheiro público, trabalhando com empresa vetada pela justiça.

 

Versão 3

Que a evasão escolar foi reduzida ao máximo. Isto pode até ter ocorrido, mas garanto que foi o trabalho desenvolvido anteriormente pelos professores concursados.

 

Vamos

E por essas e outras que vamos caminhando, como também afirmamos anteriormente, com gente despreparada que cuida mal da gente.

 

Novamente

Mais uma vez perguntamos; Qual é o tamanho do poder de Ricardo Bola Fora, que tanto tem aprontado desde que assumiu a Educação, se por muito menos um Secretário foi exonerado e servidores comissionados foram afastados???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *