Passada a guerra que movimentou a Câmara de Caraguá nos últimos meses, onde a disputa pelo poder passou pela pressão, constrangimento, oferecimento de vantagens e jogo de interesses que não visaram, em momento algum, o interesse público, o que se pode esperar??? Segundo informações a megalomania do poder será mostrada na sua maior intensidade.

Se a disputa pela Presidência da Câmara de Caraguá neste Biênio 2019/2020 ficará para a história política da cidade, segundo informações que nos chegam, esta gestão será eternizada nos livros e nos comentários, seja na Rádio Peão, seja entre os comentaristas políticos de plantão.

Ao que parece o novo Presidente, Francisco Carlos Marcelino – Carlinhos da Farmácia tem como linha de pensamento o gasto total do orçamento deste ano, estimado em mais de R$ 17 milhões. No campo da política há linhas de pensamento que defendem o gasto total do previsto, desde que seja feito para a modernização e atualização do Legislativo, com base na transparência, honestidade e na melhor relação custo/benefício.

A instalação de uma parede de vidro blindex, separando as galerias do plenário é outra intenção da atual Presidência, que além de separar o povo dos Vereadores, deixa os Parlamentares mais seguros quanto a possíveis manifestações mais agressivas dos eleitores. Tendo em vista como transcorreu o período eleitoral no Legislativo e a primeira Sessão Ordinária, a medida pode ser óbvia e preventiva mas não a mais indicada.

O aluguel de carros para o transporte dos Vereadores é outra tarefa que deverá ser realizada pela atual Mesa Diretora. Até o momento não se sabe quantos carros, os respectivos modelos e se no contrato de aluguel viriam junto os motoristas. Resta saber se estes automóveis farão o real e verdadeiro serviço do Vereador, percorrendo os bairros e verificando os problemas do município ou se tornarão um comboio diário rumo a Capital e outros locais não costumeiros aos Parlamentares.

Finalizando é intenção do atual Presidente de alugar o prédio que antes pertenceu ao Cejusc – Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, na mesma rua da Câmara e distante alguns poucos metros, para lá abrigar nove Vereadores dos 15 existentes. De acordo com nossas fontes a atual Presidência deixará no prédio antigo e principal apenas os membros da Mesa Diretora, o líder do Prefeito no Legislativo e apenas mais um Vereador. Não se sabe qual será o sexto Vereador escolhido e o que será feito com as várias salas existentes no segundo andar do prédio que até dezembro serviam aos Legisladores de Caraguatatuba.

Esta última pretensa realização dividirá os Vereadores locais, mais precisamente colocando os adversários longe do prédio principal e das tomadas de decisão da atual diretoria, o que vai contra as palavras do Presidente quando eleito, prometendo governar para todos indistintamente.

A Câmara de Caraguatatuba reiniciou seus trabalhos no dia quatro de Fevereiro onde eram esperadas até três novas caras assumindo como Suplentes, visto que houve oferecimento de Secretaria para os Vereadores Flávio Nishiyama, Dennis Guerra e Duda Silva, sendo o primeiro o único a aceitar até o momento. Até o momento assume apenas o suplente Valmir da Olaria. Outro fato que é líquido e certo é que Wilson Gobetti assume como Diretor Geral do Legislativo.

A informação de que na primeira Sessão Ordinária de 2019 o projeto do Empréstimo de R$ 60 milhões para a construção dos novos prédios do Executivo e Legislativo seria colocado na pauta não se concretizou, mas a intenção é aprovar o valor o quanto antes, segundo declaração do Prefeito em entrevista exclusiva ao Contra & Verso e a nova Presidência é o caminho aberto e sem problemas para sua aprovação.

Outra incerteza diz respeito ao líder do Prefeito, pois com o rodízio Fernando Cuiú deve abandonar a missão. Houve um convite formal para Aurimar Mansano que teria recusado. Especula-se que possa assumir a função o Vereador De Paula ou Chininha ou até Tato Aguilar.

Pelo tom da primeira Sessão Ordinária, onde as solicitações de ajuda quanto aos “Gatos” de Energia Elétrica na zona sul da cidade misturaram-se a palavras de ordem e apoio ao Vereador Duda Silva, derrotado na última eleição para Presidente do Legislativo, pode-se esperar em cada sessão uma nova e diferente emoção, com movimentação digna da votação de projetos polêmicos. Enfim, será um Biênio agitado, muito agitado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *