Olavo 116

 

O Topógrafo e Agrimensor José Olavo Garcia, profissional que mais tem experiência no setor na cidade é um eterno defensor do desdobro de lotes que tenham menos de 20 metros de testada (frente). Para ele proibir o desdobro dos pequenos lotes tem como base o favorecimento dos mais abastados.

Atualmente a Prefeitura de Caraguatatuba proíbe, com base no Plano Diretor, que lotes com menos de 20 metros de testada (frente), possam ser desdobrados (divididos). Na opinião do Agrimensor essa deliberação favorece apenas os mais abastados, em detrimento dos mais carentes que com isso, perdem a chance de ter a sua casa própria. Para o Topógrafo esse item do Plano Diretor precisa ser retirado o quanto antes.

Olavo Garcia argumenta que mesmo em lotes com menos de 20 metros de frente, há possibilidade de serem desdobrados e neles, serem construídos sobrados e que este tipo de construção não representa demérito para ninguém. Como exemplo o Topógrafo ressalta que diversos bairros de classe média em São Paulo adotam o mesmo procedimento e nem por isso causam transtorno ou depreciação dos imóveis para aluguel e venda.

Quanto ao perigo de favelização Olavo Garcia diz que isso é pura balela, pois o que ocorre é o contrário, o aumento na captação de impostos através do IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano. Geralmente em bairros onde há o desdobro de lotes são construídas as chamadas “Casas Germinadas”, que são edificadas uma ao lado da outra, na maioria idênticas e que usam as paredes como divisa de área.

Essa medida é vista como a melhor maneira de enfrentar a crise existente, proporcionando condições para o mais carente ter o seu imóvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *