*Por Beá Moreira

 

O Tempo atrasa o trânsito

O Tempo transpassa o transe.

O Tempo te faz em trapos.

O Tempo te irrita e rói

O Tempo te arranha e dói.

O Tempo te faz mais dura.

O Tempo te faz madura.

É o Tempo que te faz andar.

É o Tempo que te dá mais tempo.

É o Tempo que te dá futuro,

É o Tempo que ilumina o escuro,

É o tempo que te faz passar!

E o Tempo, passo-a-passo,

Passa, impassível, atroz.

Passa por mim, por você.

Passa por tudo, entre nós.

O Tempo passa por cima.

O Tempo desata os nós.

O Tempo cuida de tudo.

Às vezes, nos tira a voz.

E se o Tempo me deixa mudo,

É por ser tirano, o algoz.

Espero, mas não me iludo.

Que o Tempo me deixe a sós.

Me permita ser quem quero

Que caminhe sempre ao meu lado.

Tudo a seu tempo! Espero.

Que o Tempo seja aliado.

Que me dê tempo, esse Tempo,

Para amar e ser amado.

 

* Beá Moreira é Cientista Social, e comenta sobre o cotidiano e suas nuances, de forma descontraída e despretensiosa, buscando fazer do leitor de qualquer idade, um companheiro de bate papo.

2 Comments

    • Olá, Boa Noite. Agradecemos o fato de acompanhar e opinar sobre o Blog Contra & Verso, pois isto é muito importante para nós. Realmente as poesias da nossa colunista Bea Moreira tem despertado a reflexão de nossos Seguidores/Internautas. Muito obrigado, continue nos acompanhando e opinando pois são as suas opiniões que nos levam diariamente para um trabalho sério e dedicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *