Perdi o amor pelo Futebol

Detesto Futebol

A cena se repete semanalmente. Ás quartas o cara sai correndo do trabalho, declina do convite para uma Happy Hour com o pessoal do escritório e até aquele jantar com a gata que conheceu há dias. Ou ele chega em casa correndo, janta e já se prepara para ver o jogo pela televisão com uma cerveja ou é o tempo dele trocar de roupa e seguir para a casa do amigo, onde juntos vão torcer pela rodada de meio de semana.

Aos domingos o papo é quase o mesmo. Churrascada com amigos para ver o jogo pela TV ou almoço mais cedo para chegar cedo ao estádio e tomar assento junto com a torcida. Agora que estão marcando jogos às 11 horas o negócio é acordar cedo e mal tomar um cafezinho e seguir direto para o estádio. Tudo isso é muito bonito, mas e quando o time perde, qual a sensação, como você fica??? Vale a pena tudo isso???

Seja por um detalhe técnico ou tático ou até uma falha do árbitro. O que importa é o que o seu time perdeu. Como você fica??? Como você se sente??? Vem aquele gosto amargo de Féu, parecido com gosto de cabo de guarda-chuva depois de um porre. Cara feia, nervosismo, mau humor. O mundo desaba e tudo por causa da falha ou erro o qual você não participou e o pior; Não tem como ajudar a consertar ou a não falhar mais. Adrenalina, Arritmia, Pressão Alta, Nervos em frangalhos. Vale a pena tudo isso???

Quero aproveitar e declarar o meu desgosto, não predileção, desafeto, preterimento e desagrado ao apaixonante Futebol, esporte de maior popularidade no meu Brasil verde e amarelo. Tenho lá meus motivos para não dar a mínima moral ao famoso esporte Bretão. No passado fui Repórter de Campo e cheguei a ganhar o apelido de “Repórter da Fé”, mas quando fui demitido, não tive o respeito devido e este serviço, que veio após a minha contratação, não foi incluído no pagamento dos meus direitos. Outro motivo é o de não concordar com atletas que estudaram 20 vezes menos do que eu e ganham 200 vezes mais do que eu. É inadmissível premiar com milhões alguém dotado de técnica rudimentar ao invés de pessoas que obtiveram aprendizado técnico, científico e superior.

Não há atitude mais medíocre do que ver um pseudo-atleta ganhar rios de dinheiro em detrimento da vida dura de muitos, para gastar com carro importado, fazer tatuagem e volumosos cordões de ouro e depois sair com uma loira piriguete que tem por intenção engravidar do jogador para obter pensão dele.

Mas a questão primordial deste texto não é vomitar o meu desprezo por Futebol e seus jogadores, aliás, quero deixar claro que desabono futebol de clubes e de maneira alguma, o futebol nacional, ou seja, a seleção canarinho que defende o meu país em torneios mundiais. A questão primordial é mostrar que devotar paixão e o seu coração por este esporte vulgar é desperdiçar boa parte de sua vida.

Vamos voltar ao início do texto. Você se prepara todo, veste a camisa do clube ou da torcida organizada, pega ônibus ou divide uma van ou rateia gasolina com amigos, enfrenta uma trabalheira danada para assistir e torcer e no final o seu time perde o jogo, isso quando não perde por um placar elástico, a famosa “goleada”. Aí mais se parece com a música da Maísa, “Meu Mundo Caiu”. Por causa do resultado você se torna irritado, seus nervos ficam sensíveis, tudo é ruim, é errado e não presta. É um tal de bater porta do quarto, do banheiro e da geladeira. A vida fica em frangalhos porque o seu time do coração perdeu o jogo. Tudo isso vale a pena???

Certa vez eu disse que idiota é o ser humano que fica nervoso, bravo ou chateado por causa da derrota do time. Uma pessoa, ao ouvir isso esboçou: “Eu fico dessa maneira, então eu sou um idiota???”. Bastou eu dizer que sim para perder o amigo para sempre. Antes de você se achar também um idiota e desfazer a sua amizade comigo, me responda: Vale a pena ficar nervoso por causa de 11 marajás gastadores que não te conhecem, não sabem da tua existência e não estão nem aí para o trabalho que você devota a eles, o amor que você tem por eles e se você vai ou não ao estádio??? Não meu querido eles não estão nem aí contigo e a maioria dos jogadores só mostra respeito por você torcedor, quando os mais exaltados promovem baderna ou quando a imprensa fala sobre o assunto. Sendo assim torça, vibre e exiba aos amigos o seu time predileto, mas perdendo ou ganhando, mantenha a sua vida igual, sem exageros, pois eles não merecem nada de você.