Progresso de Fachada

Calçadão Santa Cruz 1

Vamos dedicar este texto novamente para falar sobre a Caraguatatuba de hoje. O município atualmente sofre uma transformação vertiginosa com a instalação da Base de Gás da Petrobrás. Esta transformação atingiu o Mercado Imobiliário, a Geração de Empregos, o Dia-a-Dia das pessoas, o Trânsito e o Cotidiano da cidade.

Ao mesmo tempo a cidade tornou-se um Pólo Comercial, com a instalação de várias lojas, de diversos nomes e a maioria de Rede Nacional. Agora você sabia que estas lojas são chamadas de “Progresso de Fachada” e não ajudam tanto o município como deveriam?

Eu explico: Estas lojas de rede nacional não tem sede em Caraguatatuba, ou seja, o dinheiro arrecadado com a compra dos produtos vai para a sede destas lojas, como por exemplo: Casas Bahia em São Bernardo do Campo, Lojas Cem em Valinhos, Pernambucanas, Ponto Frio e Loja do Baú em São Paulo Capital e por aí vai.

O que sobra para Caraguá são os pagamentos de IPTU, Aluguel do prédio – quando é alugado – Salários dos Funcionários e sua respectiva geração de empregos, as admissões indiretas e os tributos trabalhistas. Posso estar enganado mas até o ISS (Imposto Sobre Serviço) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) é pago na cidade sede da empresa.

É bom frisar que este texto não é uma crítica, mas sim apenas para o conhecimento das pessoas que vêem estas lojas como a salvação da lavoura, o que não acontece.