O ICM Bio/SS – Instituto Chico Mendes de Biodiversidade/São Sebastião Refúgio Alcatrazes – e a Polícia Federal detiveram três pessoas na tarde desta quarta-feira – 19 de Maio – nas imediações da Ilha de Alcatrazes por Crime Ambiental e Tentativa de Homicídio contra autoridades Federais. Um dos detidos é o Suplente de Vereador por Ilhabela, Felipe Caranha.

Segundo o Radar Litoral em São Sebastião o Barco Patrulha do ICM Bio/SS flagrou a pesca irregular há cerca de nove quilômetros da área de preservação da Ilha de Alcatrazes, onde é proibida a pesca por ser de proteção a vida marinha garantida por Lei Federal.

Os integrantes, Felipe Caranha, Rafael Lisboa e Samuel Ribeiro, ocupavam um barco de Pesca Submarina e ao serem flagrados saíram em fuga numa perseguição que durou cerca de duas horas, chegando a jogar o barco contra os membros do ICM Bio/SS. Segundo informações o barco era pirata, por não ter nome e muito menos registro na Delegacia da Capitania dos Portos, o que valeu um indiciamento por parte da Marinha.

Levados a Polícia Federal foram autuados por Crime Ambiental, Pesca em área proibida, por Tentativa de Homicídio contra autoridades federais, no caso os agentes do ICM Bio/SS, e por dificultar a fiscalização, o que valeu multas de valores superiores a R$ 100 mil.

Dentre os detidos estava Felipe Garcia dos Santos, conhecido no meio político como Felipe Caranha, suplente de Vereador em Ilhabela, que recentemente ocupou cadeira no Legislativo devido ao afastamento temporário de outro Vereador por suspeita de Covid-19. A divulgação dos Pescadores foi feita com exclusividade pelo Blog Contra & Verso.

Em suas Redes Sociais Felipe Caranha mostra ser um simpatizante da Pesca, com algumas publicações sobre o assunto. A prisão de Caranha foi confirmada por uma fonte no ICM Bio/SS. A pesca irregular em Alcatrazes pode ser o início de uma rede que abastece Restaurantes na região.

O Blog Contra & Verso não conseguiu falar com o suplente de Vereador sobre o caso e na Audiência de Custódia todos foram liberados, pois a Justiça entendeu que não oferecem perigo a sociedade. A Ilha de Alcatrazes e sua área de proteção protegida por lei torna-se um grande atrativo aos “Pescadores Ilegais e Piratas da Região”, por ser um grande habitat da Vida Marinha, onde diversas espécies fazem o acasalamento, o nascedouro de seus filhotes e os primeiros cuidados para o seu crescimento.

 

Foto: Rede Social de Felipe Caranha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *