A reunião por Vídeo Conferência realizada na tarde de ontem entre a Prefeitura de Caraguatatuba, a Praiamar e o Sindicato dos Motoristas foi infrutífera quanto ao objetivo de resolver a questão dos Transportes Coletivos na cidade. Como resultado termina o Estado de Greve no município, com a decisão final ficando a cargo do TRT.

O Estado de Greve e não a paralisação formal, como havíamos informado na Segunda-Feira, instaurada desde o dia quatro de Julho – Sábado – foi finalizada com a Reunião realizada ontem – Terça-Feira – às 16h30, por Vídeo Conferência com a 15ª Região do TRT – Tribunal Regional do Trabalho – sediada em Campinas. Participaram, além dos magistrados, representantes da Prefeitura, da Praiamar e do STTRUCA, o Sindicato da categoria.

De acordo com Francisco Israel, Presidente do Sindicato no Litoral Norte a reunião foi infrutífera no que tange a uma solução quanto ao pagamento dos salários do motoristas da empresa, que vem sendo parcelado semanalmente desde Abril, sob alegação da Concessionária dos Transportes Coletivos que a Pandemia e o consequente Decreto, seja Estadual ou Municipal, resultou na queda de 80% da arrecadação. Israel alegou que aguarda a divulgação da Ata da reunião para mostrar os detalhes do que foi discutido.

Segundo o Sindicalista a Praiamar informa que os valores prometidos pela Prefeitura são na verdade dívidas antigas e não o Aporte Financeiro solicitado. Outro ponto que dificultou o trâmite da Vídeo Conferência foi o fato da Praiamar já ter demitido cerca de 40 Motoristas, prometendo pelo menos mais 10 demissões. Este fato desencadeou uma dúvida para com o Sindicalista. “Não entendo como a empresa não tem dinheiro para o pagamento do salário integral, porém tem verba para a Rescisão dos Motoristas demitidos”, disse. Segundo Israel os valores de ambos são equivalentes.

A Praiamar, segundo o Sindicato, já recebeu cerca de R$ 66 mil e irá receber mais R$ 34 mil em 10 de Julho, além de outros R$ 100 mil na Segunda-Feira. Quanto ao pagamento Francisco Israel informa que 25% do salário foi pago no dia seis de Julho e mais 25% serão pagos hoje, com o restante sendo quitado em 22 de Julho – Quarta-Feira -. Não há informação quanto ao pagamento do Vale Alimentação.

Devido a isso termina o Estado de Greve decretado em quatro de Julho e a decisão final ficou a cargo dos magistrados do TRT. Israel conta que vem tentando resolver a questão de todas as formas. “Informamos a Praiamar que aceitaríamos a redução de jornada e salário dos motoristas para contornar a questão, com o Governo Federal apoiando através da MP 936/20, mas a Praiamar informa não ter os 30% do montante para fazer a parceria”, frisou.

Ao mesmo tempo o Sindicalista observa que cada vez mais aumenta o clima de instabilidade entre a Concessionária e a Prefeitura, com uma Guerra Velada, em que os usuários e os trabalhadores estão no meio do combate, sofrendo as maiores consequências. “Não vou permitir que os Motoristas e a população seja usada como Massa de manobra neste impasse”, ressaltou.

A Praiamar Transportes tem a Concessão para os Transportes Coletivos desde 2007, com um contrato inicial de 15 anos, prorrogável automaticamente por igual período. A empresa tinha antes da Pandemia 80 Motoristas contratados, transportava cerca de 22 mil pessoas/dia e uma média de 600 mil pessoas/mês, tendo em média 540 mil pagantes, operando 22 linhas com 42 carros com idade média de cinco anos. O Sindicato tem cerca de 600 filiados.

A direção da Praiamar informou que só fala sobre o assunto após a divulgação da Ata da reunião com o TRT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *