Recentemente a Prefeitura de Caraguatatuba, através de sua Secretaria Municipal de Turismo e Lazer, promoveu Concurso Público para a escolha da Logomarca do Turismo. O que seria um ato para alavancar o setor na cidade tornou-se um evento com dúvidas, incertezas e conjecturas negativas. O vencedor do Concurso é o filho do Vice-Prefeito de Caraguatatuba e funcionário da Agência Mestra, contratada a peso de ouro pela Prefeitura Municipal.

Logomarca é o conjunto de imagens e formas que representam o produto, um evento ou uma cidade. Exemplos são vários e diversos; Mercedes Benz, Vivo, Unilever, Sadia, Docimar, Boticário, Fiat, Parque do Trombini e até o nosso Blog Contra & Verso. De uma maneira mais forçada o Brasão da República, do Clube de Regatas do Flamengo, de Caraguatatuba podem ser consideradas como Logomarcas, mas são chamados de Brasão e tem uma representatividade mais administrativa.

No Litoral Norte a pasta do Turismo é representada pelas logomarcas das outras cidades existentes: Ilhabela tem a logomarca e o slogan de “Capital da Vela”; Ubatuba é chamada de “A Capital do Surf” e São Sebastião reativou o Peixe estilizado como a sua marca no Turismo.

O Concurso teve início em 20 de Novembro de 2019 com a publicação de um Edital na página oficial da Prefeitura, onde o vencedor receberia como prêmio um Notebook. O objetivo é o de promover e identificar a cidade no que tange ao Turismo. As inscrições terminaram em 30 de Dezembro, às 18 horas. Uma Comissão Técnica Julgadora analisou os documentos de seis a 10 de Janeiro, com os concorrentes tendo seus nomes divulgados em 13 de Janeiro.

A Comissão Técnica Julgadora teve como integrantes representantes da ACE – Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba, dois membros do Comtur – Comissão Municipal de Turismo, um Profissional de Marketing, um Profissional de Design, AQC – Associação dos Quiosques de Caraguatatuba, AHP – Associação de Hotéis e Pousadas e um Profissional de Jornalismo, sendo que as três melhores propostas foram encaminhadas para Voto Popular no site da Setur entre 22 de Janeiro e sete de Fevereiro, com a divulgação do vencedor no dia 10 de Fevereiro no site da Prefeitura.

A Votação Popular ocorreu no site da Prefeitura, onde cada pessoa poderia votar apenas uma vez, fornecendo documento de identificação, opinando sobre Representatividade, Criatividade, Comunicação e Originalidade em cinco opções: Fraco, Moderado, Satisfatório, Muito Bom e Excelente, onde cada alternativa tinha uma pontuação diferente. Antes disso, em 27 de Janeiro foram divulgados os 11 selecionados para a Votação Popular. Destes sete são de Caraguatatuba, um de Bauru, um de Campinas e dois de São Paulo.

No dia dois de Março houve a divulgação do vencedor. Dos 11 candidatos a Comissão Técnica Julgadora escolheu três para concorrer no Voto Popular: Fernando Zaran, Fabrício Cidral e Álvaro Reis. Segundo a Prefeitura no total foram 2.054 votos e destes apenas 1.750 válidos, pois muitos que votaram o fizeram mais de uma vez ou que não colocaram o CPF e até CPF irregular. No total de votos somados, Zaran obteve 18.393 pontos, Cidral conquistou 19.096 e Reis sagrou-se vencedor com 20.538 pontos.

O que teria sido mais um concurso que premiou um talento, dando um passo certeiro para alavancar o Turismo na cidade, principal fonte de renda, tornou-se um mar de dúvidas e incertezas. No dia seguinte a divulgação da premiação a Redação do Blog Contra & Verso recebeu informações de que Álvaro Reis, o vencedor, é na verdade filho do atual Vice-Prefeito, Eugênio de Campos Júnior e para dar mais peso ao transtorno, é também Diretor de Arte da Mestra Publicidade, agência contratada pela Prefeitura para gerir a Comunicação com os contribuintes locais e que tem apontamentos contrários no Tribunal de Contas, num primeiro contrato de R$ 4 Milhões.

O Blog Contra & Verso sempre defendeu a tese e a usa em sua Linha Editorial de que familiares de Agentes Políticos e Servidores Públicos, sejam eles Efetivos ou Comissionados não podem ter contato com a Administração Pública, seja em Terceirizações, Contratações ou Prestação de Serviços, pois por mais lisura que o certame tenha, sempre haverá uma margem de desconfiança pelo contribuinte. Neste Concurso para a escolha da Logomarca, nota-se sinais visíveis de Vício e dúvida, com um certame que já iniciou-se de forma errada, onde não há proibição da participação de parentes ou empresas que prestem serviço ao Poder Público local, pois qualquer destes indícios, que ocorreram, dão margem para a falta de veracidade, transparência e respeito para com o contribuinte e o Dinheiro Público.

Dentre tantas perguntas feitas por esta Redação a Secretaria Municipal de Comunicação, a mesma respondeu com os links relativos ao Concurso e que o certame foi aberto a qualquer profissional que quisesse criar a sua marca e que todos estavam cientes da avaliação.

O Contra & Verso ouviu também alguns dos membros da Comissão Técnica Julgadora. Camilo Neder, representante dos Taxistas alega desconhecer o parentesco do vencedor, que na verdade foi eleito pela população. Thiago Fabrete, da Associação de Hotéis e Pousadas reforça que a escolha foi pública, não vendo problemas no parentesco e no fato de trabalhar na agência. A Hoteleira Sandra Abril, Presidente da Comissão Municipal de Turismo também desconhecia o parentesco com o Vice-Prefeito, ressaltando que mesmo assim foi um Concurso limpo e bem elaborado.

O Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba, Lucas Gallina afirma que não houve nenhuma manifestação tendenciosa favorecendo o vencedor, pois os trabalhos não continham o nome do autor. Frisa que não ficou sabendo de nenhuma irregularidade, porém se houver, deve ser apurada. O segundo colocado, Fabrício Cidral não quis se manifestar quanto ao assunto. A Redação recebeu uma mensagem repassada por terceiros, que pediram para não ser identificados, parabenizando o vencedor mas ao mesmo tempo qualificando como imoral a aceitação da inscrição do filho do Vice-Prefeito que trabalha na mesma Agência de Publicidade que serve a Prefeitura, citando o segundo contrato, desta vez de R$ 10 Milhões. Nas Redes Sociais houve uma grande movimentação em torno do Concurso e do resultado que gera suspeita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *