A questão da Segurança Pública é um dos maiores problemas enfrentados pelos brasileiros, não importando a cidade ou o estado. A criação da Guarda Civil Municipal é uma alternativa viável para conter a criminalidade e assegurar uma vida melhor nos municípios. Em São Sebastião a receita vem sendo bem aplicada e os números provam isso.

As Guardas Civis Municipais foram criadas no Brasil para equilibrar as ações de Segurança Pública com as Polícias Militar e Civil. A princípio a criação das GCM – Guarda Civil Municipal – tinham como objetivo preservar, guardar e manter intactos equipamentos públicos e eventos criados pelas Prefeituras, centralizando as Polícias Civil e Militar para o combate direto e diário de grupos criminosos e locais onde a criminalidade esteja em alta.

Na verdade a Guarda Civil Municipal é o grande trunfo e futuro da Segurança Pública no Brasil, pois apostando na mudança do Pacto Federativo, no que tange a distribuição dos impostos, reservando a maior parcela aos municípios, a cidade que tiver criado uma Guarda Civil estará um passo a frente para a consolidação da Polícia Municipal, onde não faltará divisões de choque, perícia, patrulhamento com cachorros e setores especializados em investigação, patrulhamento e até helicópteros.

Mas voltando a Guarda Civil Municipal em São Sebastião, o que seria apenas para proteger o Patrimônio Público do município, tornou-se uma equipe forte, sólida e sintonizada no combate a criminalidade, com equipamentos modernos, tecnologia voltada contra o crime e um pessoal especializado em dar segurança ao povo de nossa cidade.

A criação do Centro de Operações Integradas – COI – através do telefone 153, viabilizou as ações de proteção aos cidadãos e seu patrimônio e os números contabilizados desde 2017 comprovam isso. Comparando os números desde o início do mandato até o final do ano passado, todos os números foram favoráveis. As ocorrências da Ronda Escolar reduziram, ou seja, devido ao patrulhamento menos ocorrências aconteceram. Em contrapartida as Abordagens aumentaram, os Homicídios se mantiveram, o Programa Bairro Seguro teve aumento na participação da Guarda Civil Municipal, bem como as Medidas Protetivas e apreensão de Drogas, Tiveram acréscimo, porém com a participação ativa da GCM no atendimento ao cidadão as Desinteligências e os Furtos.

Das 12.981 Ocorrências registradas pelo COI em 2019, 11.548 couberam a Guarda Civil, que prontamente atendeu a todas, cumprindo o seu dever para com a população, seguindo as diretrizes do Prefeito Felipe Augusto quanto a manter tanto a cidade como o morador, turista ou veranista o mais seguro possível. Neste ínterim foram gastos mais de R$ 1 Milhão em equipamentos, como Coletes, Espingardas Calibre 12, Viaturas, Uniformes, Munição, Drones para o patrulhamento aéreo, dentre outros, sem contar as 320 ações com base na Patrulha Maria da Penha desde 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *