Palestra ACS Investimentos 8

 

O Prefeito Municipal de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva (PSDB), cumpriu o que havia dito via fone na última quinta-feira, quando estava a caminho da capital do estado e exonerou todos os Secretários Municipais que estariam envolvidos em campanha antecipada visando a Prefeitura no ano que vem. No total 3 Secretários foram exonerados; Esportes, Obras Públicas e Turismo.

O Chefe do Executivo Caraguatatubense exonerou no final da tarde desta segunda-feira, 31 de agosto o Secretário Municipal de Esportes, Nivaldo Alves; o Secretário Municipal de Obras Públicas, Gílson Mendes e o Secretário Municipal de Turismo, Cristian Bota. Também foram inquiridos sobre o assunto mas não foram exonerados, pois eximiram-se da candidatura à Prefeito o Secretário Municipal de Serviços Públicos, Sérgio Arnaldo Braz e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, Marcelo Paiva de Medeiros.

Antonio Carlos da Silva vem falando há tempos assim como no site de notícias CONTRA & VERSO, através da coluna Blogueando, que o ano de 2015 é o ano de trabalhar, de resolver as questões administrativas e urbanísticas da cidade como forma de montar uma base eleitoral visando a sucessão nas urnas em outubro do próximo ano. Com base nisso e para que a máquina administrativa não perca o foco, o assunto eleições não seria tocado este ano, deixando para o próximo tanto o assunto quanto o desenvolvimento de uma candidatura visando a sucessão de Antonio Carlos da Silva.

O assunto campanha antecipada veio a tona na última quinta-feira, quando o prefeito, a caminho do Palácio dos Bandeirantes para assinatura do convênio que permite a construção do Hospital Regional, teria sido indagado pelo locutor de uma emissora local sobre os Secretários Municipais que seriam pseudo pré-candidatos e estariam fazendo campanha antecipada, ou seja, antes do anúncio oficial do Chefe do Executivo, estimado para abril do próximo ano. Ligeira e visivelmente estressado com pergunta do divulgador, Antonio Carlos prometeu exonerar todo Secretário que estivesse contradizendo suas orientações. O assunto ganhou repercussão imediata em toda a cidade, sem que houvesse um contato entre o Chefe do Executivo e os Secretários citados, no caso, Sérgio Braz, dos Serviços Públicos; Nivaldo Alves, dos Esportes; Marcelo Medeiros, do Desenvolvimento e Cidadania e Gilson Mendes, de Obras Públicas. Erroneamente comentou-se o nome de Marcelo Ugatti, que não faz parte da administração, apenas do PSDB de Caraguá.

Para aumentar a áurea de mistério, circulou na quarta-feira passada que havia uma lista de Secretários a serem exonerados, entre eles o de Turismo, Cristian Bota, mas o assunto perdeu intensidade e não estava relacionado com a declaração do Prefeito. Na sexta-feira o Prefeito e nem os envolvidos haviam conversado, pois Antonio Carlos encontrava-se ainda na capital e ao falar, via fone com a redação do CONTRA & VERSO, informou que resolveria a questão na segunda-feira, no final da tarde. Ao mesmo tempo era sabido que os pretensos pré-candidatos faziam uma campanha velada, de bastidores, mantendo o foco nas declarações do Prefeito, mas com cada um cuidando de seus interesses.

O Site de Notícias CONTRA & VERSO ficou procurando saber do desenrolar das notícias durante todo o dia e apenas depois das 18 horas é que obteve o resultado das reuniões. Ficou decidido pelo Prefeito que os Secretários Nivaldo Alves e Gílson Mendes serão exonerados a partir de hoje, 31 de agosto e nos seus lugares deverão ocupar a vaga respectivamente os Servidores Municipais Cardim e João Benavides Alarcon. Além destes Secretários também foi exonerado o Secretário Municipal de Turismo, Cristian Bota, pelo fato de ter um irmão Vereador e pretenso pré-candidato a Prefeito. O Secretário Municipal de Serviços Públicos, Sérgio Braz não foi exonerado, pois alegou não ser candidato a Prefeito, o mesmo ocorrendo com o Secretário Marcelo Paiva de Medeiros, do Desenvolvimento Social e Cidadania.

Segundo o ex-Secretário de Esportes, o Prefeito conversou sobre o assunto, expressando a sua amizade e exonerando-o. Nivaldo Alves disse que vai tocar o escritório de advocacia que tem com o filho Felipe Alves e que sua caminhada política continua, agora mais livre e mais tempo para estruturar tanto o partido como as legendas que estão compondo com ele. Nivaldo reafirma que é candidato a Prefeito e espera ter o apoio do Prefeito para sua candidatura. O ex-Secretário de Obras Públicas Gílson Mendes disse que conversou com o Prefeito na tarde desta segunda e dentre a atual situação pediu afastamento, reafirmando que a decisão veio para uma melhor governança e por suas intenções em sair candidato. Gílson continua na Prefeitura, pois é Engenheiro Civil aprovado em Concurso Público. Cristian Bota e Sérgio Braz não atenderam aos chamados do CONTRA & VERSO para falar sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *