Prestação de Contas 0210_15

 

O Prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva, declarou para o Site CONTRA & VERSO que o assunto Secretários fazendo campanha antecipada será resolvido na próxima segunda-feira – 31 de agosto, quando já estiver retornado a cidade. A declaração foi feita via celular na tarde desta sexta-feira, quando ainda se encontrava na Capital do Estado, resolvendo assuntos relativos ao município.

Em conversa com o Site CONTRA & VERSO o Prefeito informou que não falou nada sobre o assunto com nenhum dos envolvidos, no caso os Secretários de Serviços Públicos, Esportes e Obras Públicas, respectivamente Sérgio Braz, Nivaldo Alves e Gílson Mendes. Ao mesmo tempo o Chefe do Executivo informou que nenhum dos Secretários Municipais teria se comunicado com ele para discutir a respeito de suas últimas declarações.

Antonio Carlos da Silva exigiu a exoneração dos Secretários Municipais que estariam antecipando uma Pré-campanha eleitoral visando as eleições municipais de 2016. O anúncio foi feito na manhã de ontem, quinta-feira, via fone quando estava a caminho do Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo Paulista, para a assinatura do contrato com o BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento, para a construção do Hospital Regional.

A declaração do Prefeito veio após questionamento sobre os Secretários Municipais que estariam fazendo uma pré-campanha política visando as eleições de 2016, antes do anúncio oficial de Antonio Carlos, marcado possivelmente para abril do próximo ano. O Prefeito ordenou que os Secretários Municipais que estivessem fazendo isso se afastassem imediatamente de seus afazeres, pedindo exoneração da função. É de conhecimento público que os Secretários de Obras Públicas, Serviços Públicos e Esportes, respectivamente Gílson Mendes, Sérgio Braz e Nivaldo Alves estão na lista de pretensos pré-candidatos a receberem a indicação do Prefeito de Caraguatatuba. O médico Marcelo Ugatti, que não consta da lista de pretensos e não é Secretário Municipal, também foi citado.

Antonio Carlos da Silva tem pregado aos quatro cantos da cidade que o ano de 2015 será voltado apenas para o trabalho e as obras restantes na cidade, como forma de construir uma base sólida para enfrentar a oposição nas eleições de 2016, sendo vetado o assunto eleição, para que não haja a perda do foco no trabalho que vem sendo realizado.

Os pretensos candidatos tem feito uma pré-campanha velada, de bastidores na cidade, aguardando saber quem será o indicado para suceder Antonio Carlos da Silva nas urnas. A atual Lei Eleitoral estipula que o afastamento para candidatura deverá ser feito seis meses antes do pleito. Espera-se que este prazo seja reduzido, tendo em vista a movimentação em Brasília pela mudança nas regras.

O Chefe do Executivo ressaltou que mantêm as declarações dadas na quinta-feira e que irá resolver definitivamente a questão na próxima segunda-feira, 31 de agosto, juntamente com os Secretários Municipais envolvidos. A redação conseguiu contato apenas com o Secretário Nivaldo Alves que confirmou não ter recebido nenhuma ligação ou ter mantido contato com o Prefeito Antonio Carlos.

No meio político a idéia de descarte político entre os envolvidos vem sendo mantida, bem como que a decisão tomada pelo Prefeito poderá provocar um racha na base aliada, favorecendo a oposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *