Em meio a Pandemia do Covid-19 que levou a população de Caraguatatuba, bem como de todo o país ao Confinamento Social, a Câmara Municipal de Caraguatatuba inicia a construção de sua nova sede, em área doada pela Prefeitura Municipal no ano passado, localizada no campo do Esporte Clube XV de Novembro. O assunto havia sido colocado em segundo plano, visto que houve manifestação contrária da Sociedade Civil Organizada quanto a doação.

O E.C. XV de Novembro de Caraguatatuba é a única agremiação profissional no Futebol do Litoral Norte a figurar nas etapas do Campeonato Paulista. Fundado em 1934 o time é considerado como Patrimônio do município, tendo sido dirigido por membros de famílias tradicionais da cidade. Não há um morador na cidade que não tenha em sua história de vida um mínimo laço de relacionamento com o clube.

Atualmente a agremiação está passando por dificuldades financeiras, devido a dívidas contrariadas no passado, principalmente trabalhistas, e a falta de investimentos, estando com suas atividades paralisadas. Ocupando uma área no centro da cidade de 14.880 mil metros², com valor de mercado estimado em mais de R$ 20 Milhões, o clube é alvo de interesse de diversas companhias e empresários que enxergam uma nova atividade para o local que não seja a esportiva.

Presidido atualmente pelo médico Pedro Norberto dos Santos, o clube luta para se manter erguido e com o seu patrimônio, que faz parte integrante da história de Caraguatatuba. No final do ano passado um Projeto de Lei votado na Câmara Municipal separava uma área do clube para doação ao próprio Legislativo, com objetivo de construir a sua nova sede. A proposta foi amplamente discutida na Sessão Ordinária e deixou dúvidas, pela falta de dados mais completos sobre a operação. Ao final foi votada e aprovada.

A repercussão da doação foi das piores nas Redes Sociais, com diversos membros da Sociedade Civil Organizada criticando o desmembramento do maior patrimônio esportivo da cidade e do Litoral Norte. Devido a movimentação o assunto foi colocado em segundo plano, para um posterior debate, o que não acabou acontecendo.

Em pleno Feriado de 1º de Maio, quando o Presidente Pedro Norberto foi ao local para o corte periódico do gramado, percebeu que haviam operários no local fazendo o desmonte da quadra esportiva, que fica ao lado do campo de futebol e que as caixas d’agua do vestiário haviam sido removidas.

Num primeiro instante a informação era a de que devido a invasão de drogados e desocupados, havia a necessidade do desmonte como forma de afugentá-los, versão esta desmentida logo em seguida, devido a informações vindas de nossas fontes e confirmadas pelo Médico Presidente.

Segundo Pedro Norberto o Presidente da Câmara, o Vereador Carlinhos da Farmácia está faltando com a verdade, o que é muito triste. “A quadra não está sendo invadida por drogados ou desocupados, o local está fechado há 3 anos e somente ele tem a chave, então ele abriu a quadra para os drogados e desocupados???”, disse. O Médico Presidente disse que em um momento passado o Vereador teria confidenciado que iria construir a nova sede do Legislativo na área do XV de Novembro, pois a teria escolhido entre outras duas que foram colocadas a disposição pelo atual Prefeito, ao custo estimado por ele de R$ 7 Milhões.

A área em questão tem cerca de 3.080 metros² e havia sido colocada em leilão, para o pagamento de uma dívida trabalhista de R$ 680 mil. Em 2015 um grupo Chinês se interessou pelo imóvel e ofereceu um valor menor do que a dívida. Temeroso pela sequela que isso iria causar, Pedro Norberto falou com o ex-Prefeito Antonio Carlos da Silva, que se propôs a arrematar o leilão, com a promessa de que iria manter o caráter Esportivo e Social do clube. “O XV é Patrimônio da cidade, é o local para a formação esportiva do município”, teria dito o ex-Prefeito a Pedro Norberto. A reportagem do Contra & Verso esteve na manhã de Segunda-Feira – 11 de Maio – juntamente com o Presidente do Clube, que nos informou sobre a data de construção da quadra, datada de 1935 e que a mesma teria sido reformada na gestão do ex-Presidente Eduardo. O XV participou pela última vez do Campeonato Paulista em 2005. O acesso a obra da quadra foi proibido, pois todas as portas estavam trancadas.

Solicitada a Assessoria de Imprensa da Câmara enviou uma “Nota de Esclarecimento”. Segundo a nota a Câmara Municipal de Caraguatatuba é responsável pela área do antigo ginásio e estacionamento do Esporte Clube XV de Novembro, tendo obrigação de zelar pelo local, que tem parte de sua estrutura comprometida. Diz que após averiguação no espaço, foi iniciou a remoção de telhas soltas, que vinham causando riscos aos imóveis vizinhos e aqueles que transitam pelas ruas ao redor, além do encontro de focos de dengue.

Continua a nota alegando que a estrutura está comprometida, ressaltando que, em 06 de setembro de 2019, aprovou em plenário durante a 24ª sessão ordinária do ano, a lei 2.494, que autoriza o Poder Executivo a alienar por doação à Câmara Municipal de Caraguatatuba o imóvel, situado na Avenida Siqueira Campos, nº 64, no bairro Sumaré estando dentro da legalidade legislativa e procedimental. Finaliza informando que a escolha pela área, se deu após o Executivo Municipal oferecer algumas sugestões, mas nenhuma era condizente com a necessidade da Câmara, que priorizava uma área na região central, visando o melhor acesso à população.

No fechamento deste texto, recebemos informação, confirmada pelo Presidente do XV de Caraguá, Pedro Norberto dos Santos, de que o Presidente da Câmara, Vereador Carlinhos da Farmácia fez uma ligação intimando o Médico/Presidente a retirar todos os pertences do clube das dependências da Quadra Esportiva que está sendo demolida, no prazo de 72 horas, a vencer no Sábado – 16 de Maio – sob pena de serem jogadas na rua. Os pertences seriam móveis, documentos, utensílios de escritório e arquivo histórico do clube. Pedro Norberto declarou que fará um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia contra este ato ultrajante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *