O Conseg – Conselho Comunitário de Segurança – de Caraguatatuba realizou na quarta-feira – 19 de junho – no período noturno a sua primeira Plenária do ano na cidade. A reunião foi realizada na Videoteca Lúcio Braun, localizada no Museu Adaly Coelho Passos, no centro da cidade. O encontro serviu para captar novos Conselheiros e estabelecer as próximas pautas a serem discutidas.

O Conseg foi criado como forma de dar um suporte a população e voz a Sociedade Civil Organizada quanto a discussão de soluções para os problemas da Segurança Pública. Numa reunião do Conseg, seja por sugestão de um Conselheiro ou por estar agendada em pauta previamente designada, uma questão de Segurança Pública que aflige uma comunidade ou a cidade como um todo é discutida e pode resultar num ofício a autoridade competente pedindo uma solução para o caso.

A primeira Plenária do ano no Conseg para o Biênio 2019/2020 foi presidida por Sidnei Ribeiro dos Santos e acompanhado do Delegado Titular de Polícia Civil no município, Tadeu de Castro e pelo 2º Tenente Wagner, na ocasião representando o Capitão Luiz Fernando, Comandante da 2ª Cia. do 20º Batalhão de Polícia Militar.

Com cerca de 30 pessoas no evento, entre Conselheiros, pessoas comuns e membros da Sociedade Civil Organizada os trabalhos foram iniciados com a leitura da Ata da reunião de 10 de março para em seguida ouvir a explanação do Delegado Municipal do Creci – Conselho Regional de Corretores de Imóveis – no Litoral Norte, Janos Majoros sobre Selo de Vistoria do Imóvel e do selo adesivo para os ralos das casas que são colocadas para aluguel e venda. Segundo Majoros estes selos garantem a segurança do imóvel para o comprador ou inquilino quanto a doenças e higiene.

Dando continuação Sidnei Ribeiro explicou as tarefas e obrigações dos Conselheiros do Conseg e abriu prazo para novos cadastros e a adesão de novos membros. O Blog Contra & Verso, através do Editor Chefe, o Jornalista Pedro Monte-Mór, fará parte do time de Conselheiros para o próximo Biênio.

Ao mesmo tempo foram definidas as demandas do Conseg de Caraguatatuba para o Biênio. Questões sobre a falta de funcionários para a Delegacia de Polícia Civil, que resultou dentre outros, no fechamento da 2ª Delegacia no bairro de Massaguaçu, a capacitação destes mesmos funcionários, sejam eles cedidos pela Prefeitura, sejam eles da própria Polícia Civil para o atendimento de setores como a Delegacia de Defesa da Mulher.

Outros assuntos como Crimes Cibernéticos, Guarda Civil Municipal, Maus Tratos a animais e uma sede própria para o IML – Instituto Médico Legal – na cidade serão discutidos nas próximas reuniões, a partir de hoje,10 de julho, a partir das 19h30 na Videoteca Lúcio Braun, no Museu Adaly Coelho Passos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *