A Política é a arte de trazer para si os Adversários e manter próximo os amigos e Correligionários. Infelizmente nem sempre isso acontece e o Agente Político tem que conviver com traições, rasteiras e ciladas eleitoreiras que só alguém com estrutura e experiência resiste. Este é caso do Vereador Duda Silva, que traído pela atual gestão tornou-se o símbolo jovem da Oposição.

O que esperar de um jovem, negro, que iniciou o seu caminho na política apoiando um certo candidato a Vereador???. Posteriormente se elegeu e o nomeou como Assessor na Câmara Municipal. O preparo veio com o tempo, juntamente com o conhecimento, adquirido na prática, sem teoria, curso ou apostila.

Depois deste rápido e intensivo curso de Política Legislativa o Assessor enveredou em disputar o voto com outros Assessores e Vereadores e conquistou sua cadeira ao sol, colocando em prática tudo que aprendeu ao longo dos anos como um simples Assessor.

Do estágio a prática foi um pulo, recheado por anos e anos numa luta incansável para trazer o melhor ao povo que o elegeu, mantendo o que reza a cartilha política, elaborando leis e fiscalizando o que o Prefeito e a Prefeitura fazem diariamente na cidade. O jovem negro ganhou destaque, nome e popularidade, fazendo parte da maioria dos projetos e discussões de prioridade e interesse político.

Como todo ser humano, a ambição faz parte do seu caráter e a desenvoltura na Câmara o fez sonhar com cargos mais altos e elevados e porque não, a Presidência da Câmara Municipal de Caraguatatuba, objetivo proibido para Vereadores novatos, mas não para Duda Silva!!!

A proposta foi dada, o Prefeito aceitou e o pai do Prefeito adorou e incentivou, dando apoio. A partir daí uma chapa foi montada e ideias foram surgindo com o intuito de melhorar a vida Legislativa, com mais estrutura, gabarito e condições de efetuar tudo aquilo, da melhor maneira possível, que é facultado a um Vereador.

Mas a falta de bom senso, a ganância desmedida, a falsidade política e a traição imperaram na hora “H”. O apoio cessou, o incentivo esvaziou e a adoração deu lugar ao desprezo. A seguir vieram ameaças, corrupção, o suborno e a troca de votos por cargos, destruindo as ideias, os apoios e o objetivo de dirigir o Legislativo, que caiu por terra.

Nesta hora Duda Silva colocou como foco principal e prioridade que mais do que nunca a sua atuação como Fiscal do Prefeito seria levada ainda mais a sério e isso incomodou muito o grupo que está no poder, a ponto de tentar uma conciliação, de forma e resultado inglório, convidando-o para assumir a Secretaria de Habitação.

O que parecia ser um novo horizonte, uma nova maneira de apoiar e levar à população uma vida mais digna e segura, como dissemos, tornou-se mais um trauma e a descoberta da incompetência política e administrativa da atual gestão, revelou-se como um pesadelo. Ao assumir a Habitação, Duda Silva descobriu tramoias e desmandos, tramoias na contratação da medição das áreas a serem regularizadas e desmando ao saber que o segundo em comando era na verdade o Secretário e não um assistente, isto sem contar que o sonho da atual gestão, em construir Casas Populares aos mais pobres era na verdade mais uma mentira para iludir o eleitorado.

Com isso Duda Silva achou por bem retornar a Câmara e fazer o que melhor sabe; Fiscalizar o Prefeito e impedir que a Corrupção se alastre pela cidade, formando o grupo denominado “Quinteto de Ouro” e através dele, o Empréstimo de R$ 152 Milhões e mais de R$ 100 Milhões em Licitações viciadas, de cartas marcadas, foram bloqueadas.

Esta é a saga de um lutador, um guerreiro que briga por uma cidade melhor e um povo mais feliz e sadio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *