E depois de um certo silêncio e problemas técnicos no seu Whatsapp, o Advogado e ex-Vereador Álvaro Alencar Trindade falou com o Contra & Verso sobre o fim do Romance Político entre ele e o também ex-Vereador Dadinho.

 

Sem Brigas

Álvaro garante que não tem qualquer diferença, rixa ou briga com Dadinho e que a relação de ambos anda às mil maravilhas.

 

Apenas

Segundo Trindade o que existe são apenas divergências políticas que qualquer pessoa inteligente pode ter com outra, no caso, com Dadinho.

 

Agressivo

Alencar diz que apenas a Tiffany tem um resquício de agressividade quanto a ele e ao fato.

 

Processo

Segundo Álvaro as questões partidárias seguem um trâmite, um processo e não é ao bel prazer dela ou de qualquer outra pessoa.

 

Indicação

Sobre a indicação do seu nome na primeira reunião, Trindade diz que foi feita por Ocimar, membro do partido que não vota na cidade e frisou que o Advogado seria o candidato da predileção dele, apenas isso.

 

Descarta

Trindade diz que não descarta uma parceria no futuro com Dadinho, visando as Eleições Municipais deste ano, pois coligações são sempre bem vindas.

 

Condições

Sobre as Eleições Municipais deste ano e sua Pré-Candidatura, Álvaro diz ter condições eleitorais para isso.

 

Foco

De acordo com alegações de Alencar, o principal foco do momento é a legenda, no caso o Solidariedade, partido a qual dirige e domina atualmente na cidade.

 

Inelegível

Trindade mostra ainda mais confiança nas Eleições Municipais de Outubro, pois aposta que o ex-Prefeito Antonio Carlos da Silva não será candidato, o que deixa o pleito mais equilibrado.

 

Caciques

Para o Advogado a reunião do último dia 6 de Fevereiro realizada por Antonio Carlos teve por objetivo apenas reunir Caciques Políticos.

 

Sem Acordo

O ex-Vereador deixa bem claro que não havia acordo algum entre ele e Dadinho visando a legenda do partido para o Majoritário.

 

Partido

Para ele, o que havia era um acordo de trabalho, junto com a direção do partido e apenas isso.

 

Primórdios

Álvaro relembra que tudo começou com reuniões periódicas entre ele, Dadinho e o ex-Presidente da ACE, Sthênio Pierrotti, para a criação de uma terceira via visando uma nova liderança política para a cidade.

 

Lugar

Com o tempo apenas Sthênio deixou de participar das reuniões, quando definiu a sua filiação ao PSL.

 

Estruturar

O ex-Vereador ressalta que o momento é o de estruturar o partido, para depois lançar um nome visando a captação de votos.

 

Exemplo

Álvaro dá como exemplo quando o ex-Prefeito Antonio Carlos lançou o nome do Advogado Marcelo Paiva a Prefeito e como consequência houve uma dispersão de filiados entre os Tucanos.

 

Retirar

Na opinião deste Editor pior do que a dispersão dos correligionários foi o curto período para testar Paiva como Pré-Candidato pelo PSDB.

 

Queimado

Simplesmente não deram um período, por menor que seja, para testar o nome de Paiva e ao invés disso, retiraram ele do páreo em menos de uma semana, o que serviu para “queimar” o nome do Causídico.

 

Ainda Não

Para Trindade o momento não é o de lançar um candidato.

 

Garantia

Alencar frisa que o partido dele, assim como os outros, não dá garantia a ninguém, podendo haver mudanças, alterações, intervenções a qualquer momento, por qualquer motivo.

 

Unidos

Alencar alega que estruturar a legenda e cativar o nome do candidato perante a população são processos diferentes que se fundem e caminham lado a lado.

 

Possibilidade

Álvaro conta que uma Coligação com o Solidariedade é possível, mas a intenção principal é o de lançar candidato a Prefeito.

 

Acompanhe o Contra & Verso e fique por dentro de todo e qualquer notícia ou entrevero político em Caraguatatuba!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *