O Fotógrafo profissional Gianni D’Angelo, de 53 anos uniu o útil ao agradável. Usou do seu acervo de 28 anos de imagens da cidade para fabricar, de forma artesanal, imãs de geladeira para incentivar o Turismo local. No momento são apenas 10 motivos que ele promete ampliar.

Gianni D’Angelo é Italiano nascido na cidade de Nápoli e está em Caraguatatuba desde 1990. Iniciou sua carreira como Fotógrafo de Publicidade e Propaganda, mas acabou tornando-se Fotojornalista depois que chegou no Brasil e sua comprovação é atestada graças aos 19 anos não consecutivos a frente da Prefeitura Municipal de Caraguatatuba.

Diversificar os seus investimentos procurando aumentar seus ganhos mensais é tarefa prioritária de todo empreendedor. Alguns conseguem isto investindo seus ganhos em setores totalmente diferentes daqueles que originaram o seu sustento. Outros utilizam-se do próprio trabalho para aumentar o orçamento mensal, investindo num nicho de mercado ainda virgem na cidade e com isso colaborar com o Turismo, mola mestra da economia local.

Este foi o raciocínio de Gianni D’Angelo, que viu os imãs de geladeira que eram feitos através de paisagens e pontos turísticos da Itália, sua terra natal. Analisando através do que viu percebeu que poderia fazer igual em Caraguatatuba, utilizando-se do seu acervo de fotos, produzidas desde que aqui chegou, num trabalho que ele acabou gostando muito.

 

Gianni escolheu 10 motivos de Caraguatatuba para iniciar a sua produção; Avenida da Praia, Praia do Centro, Praia de Tabatinga, Pedra do Jacaré, Rio Juqueriquerê, Praia Brava, Praia da Mocóca, Caraguá a Noite, Lagoa Azul e Martim de Sá a noite. As fotografias são reveladas no tamanho de 6 x 8 centímetros, colocadas numa base de papelão e nele é colado um imã de igual tamanho, onde constam também o seu número de celular, uma observação quanto a não jogar fora o produto na via pública e a informação sobre a preservação do direito autoral de imagem.

O mais novo empreendedor do Turismo vê o seu produto como endereço certo, uma lembrança, para o Turista que visita a cidade e fica hospedado num Hotel, faz suas refeições num Restaurante ou ainda passa momentos agradáveis num Bar ou Lanchonete. Gianni estuda a possibilidade de ampliar a produção, inserindo o nome do estabelecimento no imã, bem como produzir com outros motivos da cidade, pois o seu acervo tem mais de 30 mil fotografias em negativos e pelo menos 300 mil fotos digitais feitas ao longo de sua carreira. O Fotógrafo Ítalo-Brasileiro estuda também patentear o seu produto. No momento os seus imãs estão sendo vendidos no Bazar da Comadre, localizado no Calçadão da rua Santa Cruz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *